Tamanho do texto

Após boatos de que teria sido agredida por Ciro Gomes, Patrícia Pillar negou o fato e garantiu o voto em seu ex-marido para presidente do Brasil

Após boatos que surgiram na internet de que Patrícia Pillar havia sido agredida por Ciro Gomes , com quem foi casada entre 1999 e 2011, a atriz decidiu usar sua conta oficial do Instagram nesta quarta-feira (19) para desabafar.

Leia também: Fãs de Anitta detonam cantora após seu posicionamento sobre Bolsonaro

Patrícia Pillar desmente boatos de agressão e garante voto em Ciro Gomes
Reprodução/ Instagram
Patrícia Pillar desmente boatos de agressão e garante voto em Ciro Gomes

Em dois vídeos publicados em seu perfil da rede social, Patrícia Pillar desmentiu as notícias: "Estão usando a minha imagem para divulgar notícias falsas, favorecendo um candidato que jamais seria o meu", começou a global se referindo ao candidato à presidência do Brasil Jair Bolsonaro, do PSL.

Leia também: Famosas aderem campanha anti-Bolsonaro na web e se manifestam contra o candidato

Em seguida, Patrícia aproveitou para esclarecer as fake news: "Eu nunca sofri nenhum tipo de violência por parte de ninguém. Isso é totalmente falso" e completou com pedido de paz e respeito.

No segundo vídeo de desabafo, ela fez questão de mostrar seu posicionamento político e garantiu voto em Ciro Gomes, candidato à presidência da República filiado pelo PDT. "O meu candidato é o Ciro, porque eu acredito no projeto que ele tem para o Brasil. Eu conheço o Ciro e voto nele", disse a atriz, que concluiu o assunto pedindo para que ninguém deixe de votar nestas eleições.

Em menos de 24 horas no ar as publicações já ultrapassam 160 mil visualizações e dezenas de comentários. "Boa! Paz e respeito antes de mais nada!", concordou um seguidor. "Parabéns Patricia, pela coragem de declarar publicamente seu voto em tempos de comentários tão duros e desnecessários na internet. Você é um exemplo a ser seguido", ressaltou um segundo. "Parabéns por sempre ser tão sensata e inteligente. Hora de acabar com esses absurdos sem tamanho que inventaram por aí", concluiu outro.

Posicionamento político de Patrícia Pillar

Patrícia Pillar
Reprodução/ Instagram
Patrícia Pillar

Patrícia, que assumiu em seu vídeo o gosto pela política: "Eu sempre gostei de política. Política como possibilidade de diálogo, como uma troca de ideias, uma coisa positiva pra vida das pessoas", aderiu a campanha Ele Não, em suas redes sociais, para manifestar sua opinião contra Bolsonaro.

Leia também: Os haters famosos dos candidatos à presidência nas eleições 2018

A tag foi construída em resposta a um ataque hacker contra um grupo do Facebook denominado "Mulheres Contra Bolsonaro". Além de Patrícia Pillar , nomes como Bruna Marquezine , Maria Ribeiro, Sasha, Deborah Secco, Daniela Mercury, Fernanda Paes Leme, Fabiula Nascimento, Bruna Linzmeyer, Débora Falabella e Camila Pitanga também apoiaram a campanha.

    Leia tudo sobre: Instagram
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.