Tamanho do texto

Alguns se posicionam politicamente, outros preferem manter a neutralidade. Mas afinal, se fossem para a política, como seriam os seus projetos políticos?

As eleições finalmente chegaram. Depois de um ano de política conturbada, a democracia ganha vez no País com a oportunidade dos brasileiros elegerem os seus governantes, ainda que haja controversas. Ainda com a montagem das chapas em vigor, alguns boatos de celebridades com desejos de ascensão ao poder emergiram – e mais tarde acabou sendo desmentindo.

Se as celebridades concorressem às eleições, como seria? Confira
Divulgação
Se as celebridades concorressem às eleições, como seria? Confira

Leia também: Artistas que se envolveram na vida política do Brasil

Em um mundo paralelo, talvez, eleger certas estrelas poderia ser um bom negócio para o povo brasileiro. Mas, afinal, como seriam essas eleições ? Confira:

MC Carol (presidente) e Karol Conká (vice-presidente) – Partido do Poder da Mulher Brasileira (PPMB)

As xarás seriam os nomes eleitos para o Partido do Poder da Mulher Brasileira
Reprodução
As xarás seriam os nomes eleitos para o Partido do Poder da Mulher Brasileira

Projeto político: O projeto é 100% feminista e busca mudanças na Base Nacional Comum Curricular para tirar dos livros de história que foi Cabral que descobriu o Brasil, além de trazer à tona as histórias de luta dos povos indígenas e afrodescendentes no país. A legalização da maconha e do sexo Lalá  também fazem parte do projeto bem como a implementação da lei do silêncio “mamacita fala, vagabundo senta” - que é autoexplicativa.

Anitta (presidente) e Pabllo Vittar (vice-presidente) – Partido dos Traseiros Vivos (PTV)

Anitta e Pabllo Vittar fariam parte do Partido dos Traseiros Vivos
Reprodução
Anitta e Pabllo Vittar fariam parte do Partido dos Traseiros Vivos

Projeto político: Legalização da malandreza no País, implementação das aulas de movimento da sanfoninha na Base Nacional Comum Curricular - além das aulas de espanhol e inglês -, festa open bar acessível toda semana e criminalização da lgbtfobia.

Leia também: Banda de rock Trampa faz clipe tocando o terror em Brasília e critica Bolsonaro

Roberto Justus (presidente) e Luciano Huck (vice-presidente) – Partido dos Vai-Não-Vai (PVNV)

Todo ano surgem boatos que eles irão concorrer à presidência. Será que desta vez vai?
Reprodução
Todo ano surgem boatos que eles irão concorrer à presidência. Será que desta vez vai?

Projeto político: Ainda não há um projeto político formado para esta chapa já que, desde as eleições de 2002, eles ainda não se decidiram se vão ou não se candidatar à presidência.

Susana Vieira (presidente) e Ronaldo (vice-presidente) – Partido das Celebridades Arrependidas (PCA)

Conhecidos pela blusa
Reprodução
Conhecidos pela blusa "Não foi minha culpa, Eu Votei no Aécio", se a corrupção não acabar, a culpa não será deles

Projeto político: Acabar com a violência, fazer a economia rodar a todo vapor e, principalmente, acabar com a corrupção. Mas, se nada der certo ao final do mandato, não foi a culpa deles e é bom que o Brasil saiba disso de antemão. 

Gregório Duvivier (presidente) e Fábio Porchat (vice-presidente) – Partido da Brisa Legalizada (PBL)

Com a vitória desses dois o Brasil tomará novos rumos...
Reprodução
Com a vitória desses dois o Brasil tomará novos rumos...

Projeto político: Legalização da maconha, implementação de rituais holísticos em centros urbanos, distribuição de rapé em postos de saúde e novos incentivos à cultura por conta da boa brisa que a população brasileira vai vivenciar estão em algumas das promessas deste projeto político. Serão 4 anos de muitas risadas... e não é porque são dois humoristas.

Leia também: Globo monitora engajamento político de contratados nas redes e prega cautela

Marília Mendonça (presidente) e Maira e Maraísa (ambas no posto de vice) – Partido da Sofrência Brasileira (PSB)

Marília Mendonça, Maiara e Maraísa fazem parte do Partido da Sofrência Brasileira
Reprodução
Marília Mendonça, Maiara e Maraísa fazem parte do Partido da Sofrência Brasileira

Projeto político: Legalização do choro em público, implementação de câmeras nos transportes públicos para gravação de clipes de baixo custo – especialmente em dias de chuvas - , criação do bolsa 50 reais com intuito de cobrir os gastos decorrentes de traições e Festa das Patroas todo fim de semana com direito à esquenta exclusivo para as mulheres.

Eleições online: vote no seu partido favorito!


Será que veremos algumas dessas celebridades nas eleições de 2018? Aguardemos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.