Tamanho do texto

O cineasta brasileiro José Padilha participará do Festival de Berlim com o filme “Operação Entebbe", inspirado no sequestro de um voo da Air France

O cineasta brasileiro José Padilha (“Tropa de Elite”, "Tropa de Elite 2: O inimigo agora é outro" e "Ônibus 174”) participará do 68º Festival Internacional de Cinema de Berlim com filme americano “Operação Entebbe” ("7 Days in Entebbe"). O filme dirigido por Padilha será exibido fora de competição e é inspirado no sequestro de um voo da Air France que fazia rota entre Tel Aviv e Paris em 1976. O sequestro foi conduzido por guerrilheiros ligados à Frente Popular para a Libertação da Palestina. 

Cineasta José Padilha competira no 68º Festival Internacional de Berlim
George Magaraia
Cineasta José Padilha competira no 68º Festival Internacional de Berlim


Leia também: Festival de Berlim terá filme de Linn Da Quebrada e outros dois brasileiros

Além do diretor José Padilha , o elenco de  “Operação Entebbe” ("7 Days in Entebbe") conta com Rosamund Pike ("Garota Exemplar"), Daniel Brühl ("Adeus, Lênin"), Eddie Marsan ("Sherlock Holmes"), Lior Ashkenazi ("Norman: Condie em Mim), Denis Menochet ("Bastardos Inglórios"), Ben Schnetzer ("A menina que roubava livros"), Angel Bonanni ("Rock the Casbah"), Juan Pablo Raba ("Sem Perdão") e Nonso Anozie ("A Perseguição"). Padilha já levou o Urso de Ouro em 2008, por "Tropa de Elite" e um Emmy em 2005 por Melhor Documentário com "Ônibus 174". 

José Padilha no set de
Divulgação/Adoro Cinema
José Padilha no set de "Tropa de Elite 2: O inimigo agora é outro"


Leia também: Jennifer Lawrence, Casey Affleck e as melhores performances do ano no cinema

Filmes anunciados que também vão competir nessa edição do Festival de Berlim:

“Ága” - Milko Lazarov (Bulgária, Alemanha e França)

“Ang panahon ng halimaw" ("Season of the Devil") - Lay Diaz (Filipinas)

“Museo” - Alonso Ruizpalacios (México)

“Unsane” - Steven Sodorbergh (Estados Unidos)

"3 Days in Quiberon" - Emily Atef (Alemanha, Áustria e França)

"Black 47" - Lance Daly (Irlanda, Luxemburgo) 

"Damsel" - David e Nathan Zellner (Estados Unidos) 

"Eldorado" - Markus Imhoof (Suíça e Alemanha) 

"Las Herederas" - Marcelo Martinessi (Paraguai, Alemanha, Uruguai, Noruega, França e Brasil) 

"Pig" - Mani Haghighi (Irã) 

"La prière" - Cédric Kahn (França)

"Don't Worry, He Won't Get Far on Foot" - Gus Van Sant (Estados Unidos)

"Dovlatov" - Alexey German Jr. (Russia, Polônia e Sérvia) 

"Eva" - Benoit Jacquot (França)

"Daughter of Mine" - Laura Bispuri (Itália, Alemanha e Suiça) 

"In the Aisles" - Thomas Stuber (Alemanha)

"Isle of Dogs" - Wes Anderson (Reino Unido e Alemanha)

"My Brother’s Name is Robert and He is an Idiot" - Philip Gröning (Alemanha, França e Suíça)

"The Prayer" - Cedric Kahn (França)

"The Real Estate" - Mans Mansson e Axel Petersen (Suécia e Reino Unido)

"Touch Me Not" - Adina Pintilie (Roménia, Alemanha, República Checa, Bulgária e França)

"Transit" - Christian Petzold (Alemanha e França)

"Mug" - Małgorzata Szumowska (Polônia)

O Brasil emplacou outros três filmes na mostra Panorama, paralela à competição principal: "Aeroporto Central" de Karim Aïnouz, "Ex-Pajé" de Luiz Bolognesi e "Bixa Travesty" de Claudia Priscilla e Kiko Goifman. 

Leia também: "Manchester à Beira-Mar" encabeça lista de melhores filmes do ano

 68º Festival Internacional de Cinema de Berlim

O Festival de Berlim acontece entre os dias 15 e 25 de fevereiro e, além do filme de José Padilha , terá a estreia do novo filme de  Wes Anderson, “Ilha de Cachorros”, que abrirá o festival. Esta será a primeira vez que o evento abre com uma animação. A obra de  Wes Anderson se passa no Japão e conta a história de um garoto que busca o seu cachorro exilado. O júri do festival será presidido pelo ator Tom Tykwer.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.