No final dos anos 1970, Eliemary Silva da Silveira, uma jovem de Itapetinga, interior da Bahia, lançava grandes voos em direção ao mundo da fama. Popularmente conhecida como Mara Maravilha, a artista se jogava no mundo da música preparando-se para apostar sua carreira na arte. Entretanto, foi só em 1987 que a baiana conseguiu chegar ao patamar de febre nacional, com o seu programa infantil Show Maravilha, entrando para o hall de um dos maiores ídolos infantis da história da televisão brasileira.

undefined
Reprodução
Depois de anos no ostracismo, Mara Maravilha se mostra grande chave de audiência para a televisão brasileira

Leia também: Lívia Andrade entra para o "Fofocalizando": relembre polêmicas da loira

A fama, por sua vez, sofreu algumas controvérsias, essas que mais tarde fariam o seu nome não sair da boca do povo. Quando completou 21 anos, Mara Maravilha causou polêmica ao posar nua para a Playboy, chamando atenção internacional. Para uma apresentadora de programa infantil, as fotografias chocaram os brasileiros, mas ela acabou chamando atenção internacional. A partir dos anos 1990, Mara começou a apresentar o “Show Mara Maravilha” em horário nobre na Argentina, com adaptações em espanhol. O estouro, por outro lado, foi momentâneo, já que em 1995 a apresentadora retorna ao Brasil para tratamento psicológico. O século virou e Mara acabou seguindo carreira no universo da música gospel, caindo no ostracismo.

Leia também: Disputa acirrada! Programas de fofoca brigam pela audiência vespertina da TV

Apesar do seu desaparecimento da mídia, Mara Maravilha conseguiu recuperar para si todo o brilho da mídia anos mais tarde. Em 2015 a então cantora viu as portas para a fama sendo reabertas pela Rede Record com o convite para a edição de “A Fazenda” e, no ano seguinte, assinou um contrato com o SBT para integrar o programa “Fofocalizando” do SBT. Sempre polêmica, a apresentadora não hesita em emitir as suas opiniões sobre as mais variadas celebridades ou os assuntos mais quentes do momento.

A apresentadora já chegou a chamar a atual namorada de Zezé Di Camargo, Graciele Lacerda, de “falsa crente”, sendo inclusive criticada por muitos fãs da influencer. Mara também foi acusada diversas vezes de homofobia. Primeiro, ao questionar o fato de Neném, da dupla Pepê e Neném, querer ter um filho por inseminação artificial: “A criança vai nascer e vai chamar quem de mãe? Só estou perguntando. A Neném será o pai, não?”, disse Mara na ocasião. Já na crista da onda sobre os debates da transformação de Ivana em Ivan na novela “A Força do Querer”, a apresentadora disparou: “Deus fez Adão e Eva. Agora é Adão e Ivo”, disse ela. "Tem que respeitar. Mas pra procriar ainda é homem com mulher e mulher com homem”, acrescentou. O comentário chegou a dominar as redes sociais e Mara, mais tarde, retomou às telinhas para pedir desculpas. Mas suas polêmicas não pararam por aí.  

Tretas internas

undefined
Reprodução
Lívia Andrade e Mara Maravilha

Um ícone controverso da televisão, a apresentadora foi convidada para participar de outros programas nas telinhas por ser um nome que, polêmico, rende uma boa audiência – o que foi comprovado durante um programa do “Super Pop” em setembro do ano passado. Liderado pela apresentadora Luciana Gimenez, a celebridade não mediu palavras para alfinetar os seus colegas de emissora ao comentar o seu conflito – em rede nacional – durante a apresentação de um programa ao lado de Lívia Andrade. “As pessoas pintam a Lívia como sendo a malvada, mas o problema não está nela. O problema está na Helen, que com aqueles olhos azuis, fica naquela de ‘falsiane’. Ela que é o perigo”, comentou, chegando a chamar Helen de burra. Os desentendimentos com os colegas de emissora, entretanto, não são de hoje: Mara Maravilha chegou até mesmo a criar tensões com Mamma Bruschetta durante o programa, fazendo a senhora se exaltar nas telinhas.

Leia também: Jornalista Cynthia Benini exibe corpo em forma aos 44 anos

Apesar das brigas, parece que o SBT ainda aposta na celebridade para render bons pontos de audiência, já que seu lado polêmico parece cativar a televisão brasileira – e Mara sabe disso. Não é à toa, portanto, que nas redes sociais a apresentadora não hesitou em começar o ano mostrando que está com tudo. “Enquanto alguns invejosos falam mal de mim eu me abano assim... só no $$! Kkkk Sou abençoada, sou protegida, sou Mara Maravilha!”, escreveu em foto publicada no Instagram segurando diversas notas de cem reais.  


Entretanto, nem tudo são flores para a apresentadora. Ainda em janeiro, Mara Maravilha chegou a ser expulsa do “Jogo dos Pontinhos”, do programa do Silvio Santos. Mas parece que nada a abala mais. "Silvio Santos está assistindo! Patrão! Ai, 'paitrão'! Me perdoa! Me perdoa, por favor! Olha que audiência!”, afirmou a apresentadora.

Apesar do desentendimento, parece que Mara ainda consegue manter tudo em cima. Em uma pesquisa realizada pela Dabeme TV,  o publico elegeu a baiana como a melhor apresentadora de 2017, ficando na frente de nomes como Eliana, Xuxa Meneghel, Patrícia Abravanel e Angélica, respectivamente. O resultado, por sua vez, fez a artista celebrar a conquista nas redes sociais, mas os usuários logo começaram a questionar a apresentadora. "Quem foi o ser humano que fez essa eleição absurda?" escreveu um seguidor.

Ainda assim, de polêmica em polêmica, Mara Maravilha vai retomando o espaço na mídia brasileira, ocupando novos lugares e gerando muita polêmica para dar o que falar. Parece que a baiana voltou para os holofotes arretada e não está de brincadeira quando o assunto é se manter sob as luzes do estrelato.

    Veja Também

      Mostrar mais