Tamanho do texto

Na publicação, a artista também comentou sobre outros assuntos como racismo, aborto e maternidade. A revista chega nas bancas nesta sexta (01)

O ano já está acabando e para a última edição da Glamour de 2017, revista trouxe a atriz, cantora e apresentadora Sophia Abrahão para estampou a capa da publicação que também traz uma entrevista com temas bastante atuais. Com 26 anos de idade, a artista prova para o mundo que é possível ser e ter tudo sem abrir mão da liberdade, qualidade de vida e felicidade e ainda ressalta a importância de se levantar bandeiras.

Sophia Abrahão fala sobre feminismo, racismo, aborto e maternidade na
Bruna Castanheira/Divulgação
Sophia Abrahão fala sobre feminismo, racismo, aborto e maternidade na "Glamour" do mês

Leia também: Juliana Paes rebola ao vivo no "Video Show" e internet vai à loucura

Ressaltando que aprendeu a falar o que quer – inclusive a dizer não – a artista possui posturas bastante conhecidas que expressa não só online, mas também na sua vida real. Durante a entrevista, Sophia Abrahão falou sobre feminismo, aborto, maternidade e racismo. “Ainda bem que começamos a ter esse diálogo aberto. Antes, feminismo era um tabu. Eu me posicionava e ouvia: ‘Nossa, a Sophia é feminista!’. Como se fosse um palavrão, uma coisa errada, um radicalismo. Não, gente!”, conta a artista. “A luta é pela liberdade de fazer o que você quiser – inclusive sair com o peito de fora! Não entendo quando falam: ‘Não sou feminista porque sou vaidosa, porque pinto a unha’. Uma coisa não exclui a outra. Feminismo é liberdade”, completa, revelando que já passou por diversas situações de machismo no seu dia a dia.

Leia também: Bruna Marquezine entra em choque ao ser hipnotizada

Apesar de levantar a bandeira pelo feminismo, a artista revela que nem sempre foi assim. Ainda que sua mãe, a empresária Branca Abrahão tenha sempre trabalhado fora de maneira independente e tenha passado para a filha a ideia de que as mulheres não precisam depender de marido, a artista confessa já ter feitos julgamentos problemáticos. "É óbvio que a gente sempre tem uma questão dentro da gente que vem da sociedade mesmo. Tipo julgar as outras mulheres e não ter sororidade", conta. "Aquilo de dizer: ‘Ah, é claro, com essa saia curta, ela estava pedindo’. Admito que tinha esse pensamento e hoje vejo o quão absurdo ele é. Que surreal é a gente deixar de fazer alguma coisa por medo do julgamento, do olhar do outro. Mudei muito, ainda bem!”, revela. 

Sophia Abrahão revela ter mudado muito
Reprodução
Sophia Abrahão revela ter mudado muito

Quebrando os tabus, a artista também comentou sobre outro tema polêmico no país: o racismo. “Acho engraçado porque é outra palavra que é um tabu: ‘negro’. As pessoas preferem moreno, mulato... Eu falo que namoro um negro e respondem: ‘Ah, mas ele não é negro, é moreno’, ou ‘Ele não é tão escuro’. Que loucura isso! Não é essa a questão”, conta. " Acho que o Sérgio nunca sentiu o preconceito na pele porque é famoso desde os 5 anos e a fama deve tê-lo blindado de muita coisa. Com a gente nunca teve um episódio específico de racismo.Mas escuto muito isso, que ele não é negro, o que já é uma forma de preconceito. Sempre acho triste quando falam: ‘Não tenho preconceito, inclusive tenho um monte de amigo negro. Ou gay...’. Oi?”, critica.

Leia também: As dez melhores reações de famosos às declarações racistas contra Titi

Aborto

A capa da revista
Bruna Castanheira/Divulgação
A capa da revista "Glamour" do mês

Com a entrevista para a revista tendo sido realizada na semana em que a Comissão Especial da Câmara dos Deputados havia aprovado a Proposta de Emenda à Constituição PEC 181, que põe em risco as formas de aborto atualmente permitidas no Código Penal, como em caso de estupro, Sophia Abrahão não hesitou em falar sobre o assunto. “Falar de aborto é complicado, mas importante neste momento. Cada mulher deve ser livre para decidir o que fazer, seja qual for a circunstância. Pessoalmente, tenho muita vontade de ser mãe, mas ainda tenho tanta coisa para plantar antes disso”, conta.

A Revista Glamour com Sophia Abrahão chega nas bancas a partir desta sexta-feira (01).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas