Tamanho do texto

Idealizado por Cacau Oliver, o concurso segue para seu oitavo ano conquistando não só público, mas também espaço em outros países

O concurso Miss Bumbum está indo para a sua oitava edição no próximo ano e, como já afirmou o seu idealizador, esta também será a última. Com um sucesso não só nacional, mas também internacional, o concurso recebeu os holofotes de diversos países e, não é à toa, que acabou sendo exportado pelos sete mares. Primeiro, foi a China que abraçou o projeto e, agora, a Polônia já está também implementando o concurso no país.

Vencedoras do Miss Bumbum na China, Brasil e Polônia, respectivamente
MBB7
Vencedoras do Miss Bumbum na China, Brasil e Polônia, respectivamente

Leia também: Rosie Oliveira é a grande vencedora do Miss Bumbum 2017

Apesar do concurso também procurar escolher o melhor bumbum do ano, o Miss Bumbum da Polônia precisarão preencher outros quesitos para acumular os pontos suficientes na corrida para o título, como presença, simpatia e conhecimento. Além disso, na ficha das candidatas constam tópicos como seus interesses, profissão e quais os idiomas que sabe falar.

Leia também: Final do Miss Bumbum 2017 repercute na imprensa internacional

A primeira vencedora foi a candidata Daria Flisiak, de 27 anos. A modelo conquistou o prêmio neste ano durante as eleições que aconteceram na praia de Mielno, uma das praias mais animadas e populares do país, recebendo os olhares de todo o mundo.

Leia também: Gracyanne soltinha, hits de Anitta e beijo triplo: o melhor do Miss Bumbum 2017

O último

Mesmo depois de diversas polêmicas envolvendo as possíveis fraudes de votos, o Miss Bumbum 2017 chegou ao final no inicio de novembro dando um passo cada vez maior para sua grande final. Nesta edição, o concurso consagrou a candidata Rosie Oliveira com o título do bumbum mais bonito. A candidata foi comparada com a atriz cubana Eva Mendes e ela acredita que a semelhança foi uma das características que a ajudou a conquistar o pódio. Ainda que o concurso consiga manter, mesmo após sete anos, uma grande repercussão, Cacau Oliver parece não querer voltar atrás da decisão de encerrar as atividades e revelou que quer “acabar o concurso na melhor fase”. O último ano, por ser especial, também será diferente: a edição será apresentada em formato de documentário e já tem 70% das vagas preenchidas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas