Tamanho do texto

O jornalista Chico Pinheiro conquistou o público e as redes sociais com as suas inusitadas participações nos programas jornalísticos da Rede Globo

O jornalista Chico Pinheiro tem mais de trinta anos de carreira comandando diversos programas jornalísticos da televisão . Do “Bom Dia São Paulo” até mesmo à bancada do “Jornal Nacional”, o apresentador com seu jeito muitas vezes inusitado, acabou conquistando muitos telespectadores pelo Brasil, seja pelas suas brincadeiras, bordões ou sacadas nos melhores momentos, que provocam riso do público e até mesmo dos seus colegas de profissão.

Chico Pinheiro possui mais de trinta anos de carreira e já usou a televisão para soltar as melhores sacadas do jornalismo
Reprodução/Memória Globo
Chico Pinheiro possui mais de trinta anos de carreira e já usou a televisão para soltar as melhores sacadas do jornalismo


Leia também: Chico Pinheiro ironiza tuíte de Rachel Sheherazade: "E o Senor Abravanel?"

Relembre sete vezes que o jornalista Chico Pinheiro já causou na frente das câmeras de televisão. Qual é o seu momento favorito?

Boneco de Olinda

O carnaval é uma das épocas que cada cidade brasileira tem a sua própria festa. Cansado de sempre estar por São Paulo cobrindo a folia paulista, Chico Pinheiro acabou uma vez desabafando sobre a sua vontade de explorar outros lugares do país. Imitando um boneco de Olinda, Chico Pinheiro soltou “É um jeito de realizar um sonho, que é o carnaval do Recife. Há 20 anos que eu transmito carnaval, São Paulo há 15, mas não dá pra ir ao Recife”. O jornalista já havia sido homenageado nas festividades anteriormente com um boneco próprio. 



Sexta-feira, Graças a Deus

Para quem acompanha seu trabalho, conhece o jargão do jornalista. No melhor estilo “gente como a gente”, Chico Pinheiro se despede dos telejornais toda sexta-feira agradecendo a chegada do final de semana. Até mesmo no Jornal Nacional o jornalista já consagrou o seu jargão, mostrando inclusive um gesto de paz e amor, “e vida que segue”, afirmou. A expressão de Chico conquistou as redes sociais e hoje já faz parte de diversos memes que são readaptados para os mais diferentes contextos provando que não é só seu colega Evaristo Costa que sabe dominar a internet. 


Leia também: As separações mais chocantes do mundo dos famosos

Torcedor fiel

Chico Pinheiro exibindo sua capinha de celular em referência ao time
Reprodução
Chico Pinheiro exibindo sua capinha de celular em referência ao time


Com o bom humor da sexta-feira, Chico Pinheiro não mediu palavras para demonstrar o seu amor pelo Atlético-MG, time ao qual é declaradamente fanático. Antes mesmo de começar o programa, o jornalista enalteceu o time: "E pelo calendário chines vai começar agora o ano do Galo. Centenas de milhões de chineses viajam para passar o ano novo com a família e tem festa aqui no Brasil também, dizem que o ano do Galo traz sorte, traz fortuna e quem sabe o ano do Galo traga mais uma Libertadores”. Já no final, o seu clássico jargão da sexta-feira veio acompanhado de mais uma surpresa: uma capinha de celular em referência ao time que o jornalista carrega. "Graças a Deus hoje é sexta-feira e vida que segue no ano do Galo. Olha o Galo aí”, finalizou o jornal. 

“De tédio a gente não morre”

Durante discussão sobre os recentes acontecimentos envolvendo o governo de Michel Temer no País, o jornalista chegou a ironizar os desdobramentos políticos do cenário no programa “Bom Dia Brasil”. Após seus colegas anunciarem as novas informações que tinham sobre o caso, o jornalista sorriu e soltou “É, de tédio a gente não morre, né? Nem aqui e nem Caruaru que está fazendo 160 anos. A capital do forró pernambucano”, soltou Chico Pinheiro descontraído. A frase, por sua vez, foi comentada diversas vezes no twitter no mesmo dia e o próprio jornalista publicou mais tarde em sua conta oficial. 



São Longuinho

Conhecido por ser o santo que consegue ajudar seus fiéis a encontrar objetos perdidos, Chico Pinheiro resolveu homenagear São Longuinho no seu dia. Sugerido pela colega Cris Dias à dar três pulinhos, o apresentador bem humorado resolveu fazer o ritual que mais tarde, acabou levando os seus colegas de profissão ao riso.  


Dois homens em um

Chico Pinheiro e Rodrigo Bocardi
Reprodução/TV Globo
Chico Pinheiro e Rodrigo Bocardi

O clima brincalhão do jornalista Chico Pinheiro parece ter atingido seus colegas de trabalho, que decidiram entrar na onda de apresentar o noticiário de uma maneira pra lá de inusitada. No ano de 2015, o então âncora do "Bom Dia São Paulo", Rodrigo Bocardi, no estúdio da Globo em São Paulo, entrou atrás da televisão onde seu colega gaúcho divulgava o horário do “Bom Dia Brasil” logo pela manhã. A imagem de dois homens em um rodou as redes sociais, inclusive na dos dois jornalistas, ganhando a simpatia dos usuários da internet que chegaram a brincar com a ideia: “Se a moda pega, eu quero o corpo da Gisele Bündchen”, escreveu uma usuária em referência à imagem. 

Leia também: As cinco frases mais polêmicas do jornalista Alexandre Garcia


Mussun jornalista

Não foi só Rodrigo Bocardi que se empolgou com as brincadeiras de Chico Pinheiro. Em um programa do “Bom Dia Brasil”, depois de divulgar uma reportagem em que um processo trabalhista remontava o linguajar do personagem Mussum, de “Os Trapalhões” no interior da Paraíba, os âncoras do programa começaram a falar na língua do personagem e os jornalistas entraram na brincadeira e soltaram as notícias no idioma. “Todo dia é assim. Cacildis!“, comentou Chico Pinheiro sobre os problemas das linhas de metrô de São Paulo.