Tamanho do texto

Recordista mundial de novelas perdeu dois de quatro filhos biológicos de formas trágicas durante a vida; outros quatro foram adotados ilegalmente

Pioneira da televisão, Ana Rosa é uma figura fundamental da história das novelas no País – a atriz detém o recorde de números de produções no currículo. A atriz que atualmente vive Zuza em “A Lei do Amor” passou duas vezes por tragédias pessoais na vida: o primeiro filho de seu casamento com o comediante Dedé Santana faleceu quando ainda era um bebê de leucemia e três década depois ela perdeu a segunda filha atropelada em um acidente. “Tirei forças não sei de onde” disse à atriz sobre os casos à revista Quem .

Leia mais: "A Lei do Amor": Aline vira garota de programa e agora atende por Natasha

Atriz Ana Rosa, a Zuza de ''A Lei do Amor'', relembrou a dor da morte dos filhos em entrevista, mas ressalta sua superação
TV Globo/ Divulgação
Atriz Ana Rosa, a Zuza de ''A Lei do Amor'', relembrou a dor da morte dos filhos em entrevista, mas ressalta sua superação


Superação

Ana Rosa passou por momentos de provação na sua vida pessoal quando seu primeiro filho, Maurício, foi diagnosticado com leucemia . A atriz passou por uma corrida contra o tempo, contudo ele morreu com apenas um ano de idade. “Fiquei revoltada quando o Maurício morreu de leucemia. Eu pensava: ‘Por que eu? Por que o meu filho?’” disse a veterana da televisão.

Leia mais: "A Lei do Amor": "Vanessa pode ser cartada final contra Tião", conta atriz

Anos depois, em 1994, o drama se repetiria quando sua filha Ana Luísa, com 18 anos na época, morreu em um acidente. “[...] Nada se compara ao que passei com a morte de Ana Luísa, que foi atropelada! A sorte é que eu já era espírita há 20 anos. Isso me ajudou a passar por todo o processo do luto” comentou Ana Rosa sobre a fatalidade que, mais uma vez, atingiu sua vida particular.

Força interior

A Zuza de “ A Lei do Amor ” também falou durante a entrevista que, apesar das dolorosas perdas, nunca foi o tipo de pessoa que ficava “chorando sobre o leite derramado”. Para ela, sua força veio da criação que teve e de sua família. A atriz, além dos filhos biológicos, também adotou quatro crianças de forma irregular – “crime de amor”, definiu a veterana da televisão na conversa. “Eles chegaram até mim de pessoas que não tinham condições de criá-los. Fui ao cartório e os registrei”, explicou a situação.

Leia mais: “Ser mãe é um milagre”, diz Karina Bacchi sobre nova fase

Agora a vida de Ana Rosa é mais tranquila do que em sua juventude, mas a atriz disse que não pretende parar tão cedo. Ela, que hoje mora sozinha depois de sua filha caçula já ter saído de casa há sete anos, afirmou que quando deixar a televisão irá se dedicar ao teatro – e que mesmo “desacelerando” na carreira não vai ter descanso, pois cuida de seu neto.