Tamanho do texto

Fábio Porchat revelou como está sendo até agora ter um programa próprio na Record e também sobre perspectivas acerca da televisão brasileira

O “ Programa do Porchat ” estreou em agosto desse ano e já está dando o que falar. Com 51 entrevistas contabilizadas nos últimos meses, o apresentador comentou sobre desafios e projetos para o futuro em evento da emissora na última semana. Exibido de segunda-feira à quinta-feira às 00h15 pela Record, o humorista traz para a televisão mais um programa do gênero, ampliando o leque de diversidade do humor brasileiro.

Fábio Porchat é apresentador do seu próprio programa na Rede Record
Reprodução/Facebook
Fábio Porchat é apresentador do seu próprio programa na Rede Record


Leia mais:  Já fui logo oferecendo um drink para ela se soltar, diz Porchat sobre Sasha

“O balanço é super positivo. A gente foi muito bem, entregou um programa com a crítica e o público a favor”, comentou Fábio Porchat durante conferência. “Eu me sinto hoje mais a vontade, percebo que consigo liderar o programa com mais discernimento de tudo. Vou para uma entrevista mais para como um bate papo e menos para seguir um roteiro”, completou. O apresentador já se envolveu em altas aventuras durante a exibição do programa, como por exemplo cheirar um rapé, uma espécie de tabaco para inalação. “Fiquei doido, mas deu tudo certo”, revelou Porchat aos risos. “Eu não acharia graça de ficar de longe olhando meio superior, eu quero tá no meio da bagunça sempre”, afirmou.

Seu programa é mais um dos talk shows que estão começando a ganhar espaço e sucesso na televisão brasileira. “Até 5 anos atrás só tinha o Jô [Soares], e o Jô não era só uma referência como é, mas também era a única coisa que existia”, refletiu. Com o "The Noite", Danilo Gentili, ao olhar de Porchat, um formato diferente para a televisão foi incorporado na televisão, nos moldes dos programas dos Estados Unidos, apresentando ao público um novo modelo de se fazer humor. “O Danilo foi amaciando a carne e eu botei ela no churrasco”, brincou o humorista.

Leia mais:  "A gente vai zoar", diz Danilo Gentili sobre Fábio Porchat na Record

Além do programa na televisão, Fábio Porchat também é responsável por uma coluna no Estadão e atuações no teatro. Entre idas e vindas e correrias do cotidiano, Fábio Porchat esclarece: “Eu gosto do que eu faço. Se eu não fizesse isso, eu não sei o que eu estaria fazendo”. O humorista ainda colabora com o programa da internet que deu uma guinada na sua carreira, “Porta dos Fundos”. O canal recebeu diversas críticas recentemente graças a um vídeo em que mostra a apresentadora Xuxa sendo baleada. “Mas é assim que os famosos se sentem. Prazer, famosos”, rebateu Porchat. “Chega uma hora que você não é uma pessoa, você é um famoso”, completa.

Um aprendiz

Fábio Porchat ainda é novo no ramo dos talks shows e, é por isso mesmo, que ele costuma se assistir nos programas, hábito que muitos apresentadores não costumam ter. “Eu tenho que me ver para aprender, para ver o que eu errei, o que eu acertei. Enfim, para ver o que está funcionando no programa como um todo”, comentou. “Outro dia eu vi um que eu tava aos berros e eu perguntei ‘por que eu to gritando?’ então é importante ficar de olho nisso porque, como diz aquele ditado antigo, ‘é errando que se aprende’”, completou.

Leia mais:  Fábio Porchat faz crítica ao pai em carta

O humorista tinha preocupação se, no começo, o programa iria dar certo. Entretanto, com o tempo, ele foi ganhando confiança e aprendendo os jogos de cintura que um apresentador deve ter. “Agora é o fazer sem parar, melhorar, lapidar, entender qual o caminho que eu quero tomar, já me sinto em casa na Record”, afirmou.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.