Tamanho do texto

O "Big Brother Brasil" de 2019 carece de barracos, mas sobeja em polêmicas - a grande maioria de fora da casa - nos primeiros dias de confinamento

O “BBB 19” começou há apenas duas semanas e já é um verdadeiro colecionador de polêmicas, que, aliás, começaram antes mesmo do programa ir ao ar.

Leia também: Falam muito! Saiba quem são os "militudos" do "BBB 19"

As polêmicas do
Reprodução/Globo
As polêmicas do "BBB 19" começaram antes mesmo dos participantes entrarem na casa


Quando os nomes dos participantes do " BBB 19 ” foram anunciados pela Globo , as polêmicas já começaram a aparecer. Alan, o primeiro a ter seu nome divulgado, foi acusado de fazer comentários machistas nas redes sociais muito antes de pensar em entrar no reality show .

Em uma postagem de 2012, o rapaz dizia: “Meninas, se põem em seus lugares! Vão criar vergonha, ou o cerrote pegará emm!!". Em outro, ele vai além: “Eu só quero pedir para que as vagabundas não se ofendam.. Eu amo as vagabundas, mas minha paixão é de uma dama".

Quem também teve seu nome na boca do povo antes mesmo de entrar foi Vanderson, que foi acusado de agredir uma ex-namorada. "Agressor de mulheres no 'BBB'. Imagina você abrir seu celular cheio de mensagens de amigas perguntando como eu estava. O rosto do meu agressor estava por toda parte, por toda a internet. Meu Deus, só eu sei o que eu vivi. Típico relacionamento abusivo que terminou com uma agressão”, disse a mulher.

Leia também: "BBB 19" vive deficit de engajamento social e pode ter paredão sem torcida

“Eu terminei ainda amando, mas sabia que ele ia me bater de novo. Na época, com 18/19 anos, não tive coragem de fazer a denúncia. Anos depois, todo esse sofrimento me fez amadurecer e me fez feminista. Eu não sou a única. Sofri muito na época porque ninguém acreditou em mim, mas a verdade aparece e esse ano é ano de OGUM!”, completou.

Participantes anunciados e tudo parecia estar pronto para o início do programa, até que, três dias antes dos brothers entrarem na casa, Fábio foi desclassificado do “Big Brother Brasil”. De acordo com o rapaz, sua eliminação aconteceu porque ele tinha um contrato vigente de um patrocinador não informado para a emissora.

As polêmicas dentro da casa do “BBB 19”

Rodrigo foi alvo de reunião para debater seu ronco no
Reprodução/Globo
Rodrigo foi alvo de reunião para debater seu ronco no "BBB 19"


O reality show da Globo já começou com uma polêmicas ao vivo. Durante o programa, Tiago Leifert questionou como Hana, que é vegana, comeu pão, já que pão contém ovo, alimento não consumido por veganos. A sister ficou desconcertada e o apresentador ainda brincou dizendo que tinham galinhas fazendo protesto na porta do Projac.

Parte do público não gostou nada da forma como Leifert abordou o assunto, falando que ele foi desrespeitoso com o movimento do veganismo.

Também logo nos primeiros dias, alguns participantes começaram a reclamar do ronco de Rodrigo, que, segundo alguns brothers, estava atrapalhando o sono do restante dos moradores da casa, principalmente Isabella, que juntou todo mundo para discutir o ronco do rapaz e pedir para ele mudar de quarto.

O problema é que Gustavo também estava roncando, mas a moça só se manifestou sobre Rodrigo e acabou sendo acusada de racismo.

Leia também: Autêntica ou sem noção? Paula polemiza e arranca sorrisos no “BBB 19”

Na segunda semana de programa, Vanderson, acusado de agredir uma ex-namorada antes de entrar na casa, foi desclassificado do reality depois da delegada Rita Salim, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá (DEAM), no Rio de Janeiro, comparecer a casa, no PROJAC, intimando o biólogo  a prestar depoimento em inquérito instaurado após denúncias feitas contra o participante do “ BBB 19 ”. A investigação por estupro já foi arquivada, enquanto as demais seguem em desenvolvimento.

    Leia tudo sobre:
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.