Tamanho do texto

Com a polêmica envolvendo relação entre Ayrton e Ana Clara no "BBB 18", produção do reality decidiu interferir no jogo levando informações de fora

O  assédio sexual é um assunto que, atualmente, está sempre se fazendo presente no Brasil, o País que a cada dia contabiliza mais e mais casos envolvendo a violência contra a mulher. Com o número cada vez maior de redes sociais, o assunto fica ainda mais em evidência e aquilo que vemos na TV, por exemplo, acaba ganhando sempre uma proporção maior. É o caso de "BBB", que recentemente entrou em pauta mais uma vez com a relação entre dois participantes.

Leia também: "Falta amor a essas pessoas" diz Eva sobre polêmicas da Família Lima no "BBB 18"

Ana Clara e Ayrton geraram polêmica no
Reprodução/Globo
Ana Clara e Ayrton geraram polêmica no "BBB"


Com a entrada da família Lima no "BBB" , Ayrton e Ana Clara, pai e filha, passaram a virar assunto por conta da relação entre os dois. Rapidamente, a produção do programa entrou em ação e conversou com eles sobre a repercução do lado de fora. Isso bem provavelmente seja resultado de um "Big Brtoher Brasil 17" bem traumático com as polêmicas envolvendo Marcos Harter e Emilly Araújo e, mais do que isso, a Globo mostrou que mudou completamente sua postura em tempos de assédio sexual e patrulha da internet e vem tomando bastante cuidado com o que exibe em sua programação.

Leia também: Depois de polêmica familiar, confira os maiores bafões do "Big Brother Brasil"

"BBB 18"

Quem vem acompanhando o "Big Brother Brasil 18", já deve ter notado que nesta edição algumas mudanças estão acontecendo, como é o caso da produção do programa interferir imediatamente em uma polêmica que acontece dentro da casa. Isso já foi visto em outras edições, mas nunca com tanta rapidez por parte da Rede Globo .

Outra coisa que vem chamando atenção de quem assiste ao "BBB 18" e assistiu edições passadas, é de que a produção está evitando mostrar alguns momentos dos brothers que antes eram mostrados com muita naturalidade e que davem audiência. Um exemplo disso são as conversas dos rapazes sobre as mulheres da casa, ou até as próprias sisters exibindo o corpo.

Também na edição número 18 do "Big Brother Brasil", alguns comentários começaram a circular na internet depois de Jaqueline ser elogiada por Kaysar ao desfilar de maiô pela piscina, deixando seu corpo em evidência. O que em edições mais antigas acabava ficando escondido atrás de "apenas brincadeiras", hoje é visto com outros olhos.

Kaysar não conseguiu disfarçar ao ver Jaqueline de maiô
Reprodução/Globo
Kaysar não conseguiu disfarçar ao ver Jaqueline de maiô


Um "BBB" traumático

Na edição passada, Marcos Harter foi acusado de assediar Vivian e Mayara logo em uma das primeiras festas do "Big Brother Brasil 17". Apesar de um pequeno barulho feito do lado de fora da casa, o assunto logo caiu no esquecimento e não foi mais comentado.

Mais tarde, o rapaz até foi expulso do programa, mas por uma suposta agressão a Emilly Araújo, sua namorada dentro da casa. Nessa situação, a produção do programa chegou a se envolver, mas não podemos esquecer que houve uma denúncia contra o médico.

Vale lembrar também que, durante todo o confinamento, o público reprovava as atitudes machistas de Marcos, que chegou a dizer que "é feio mulher com garrafa de bebida na mão" e até dizer que os pontos positivos de Emilly eram que "beijava bem e transava legal".

Marcos encurralou Emilly e colocou o dedo na cara dela durante discussão no
Reprodução/Globo
Marcos encurralou Emilly e colocou o dedo na cara dela durante discussão no "BBB 17"




Leia também: Dá para ficar 3 meses sem? No "BBB", brothers conversam sobre sexo e masturbação

"BBB 16"

Munik, vencedora do "BBB 16", também teve que lidar com alguns problemas dentro da casa que mal chegaram a ser comentados, quanto menos vistos pela produção do reality. Aliás, o assédio escondido atrás de brincadeiras, mal aparecia no programa. Ronan se dizia apaixonado pela goiana e chegou a "roubar" um beijo da sister, que foi dura com ele.

O participante também demonstrou todo seu ciúmes por Munik ao jogar camisinhas na cama em que ela dormia com Juliano Laham, ator que fez uma preve participação no reality show.

Absolutamente nada foi feito. O participante continuou no programa até o dia de sua eliminação através de um paredão. Munik foi a grande campeã dessa edição do "BBB". 

Tudo isso há dois anos. Não é muito tempo, mas, mesmo assim, a patrulha da internet já era diferente. Se toda essa confusão entre Ronan e Munik acontecesse no "Big Brother Brasil 18", o barulho seria muito maior e com a nova postura da Rede Globo, a produção do reality show chamaria a atenção do brother, que estaria sendo bastante criticado do lado de fora.

Comportamento de Ronan com Munik não foi bem visto
Reprodução/Globo
Comportamento de Ronan com Munik não foi bem visto


Triângulo amoroso

Há dez anos, tivemos um triângulo amoroso épico no "Big Brother". Como esquecer de Diego Alemão, Iris e Fani na edição número 7 do reality show? A diferença daquela época para hoje? O público não questionava o fato de um homem estar com duas mulheres, não foi uma polêmica, mas certamente nos dias atuais seria uma grande movimentação na internet. Cinco anos depois, Monique Amin beijou Jonas, que também beijou Renatinha e, mais uma vez, tudo normal para as pessoas.

Bem diferente do "BBB 11", quando Maria, grande vencedora do reality show, beijou dois rapazes no confinamento: Murício e Wesley. A atitude da sister, no entando, não foi tão natural quando a de Jonas e Alemão. Aqui fora, algumas pessoas criticaram ela.

A vitória do feminismo?

O que aconteceria se uma participante do "BBB" beijasse dois ou mais homens nesta edição do reality show? Certamente as mulheres aqui de fora comemorariam, não como a vitória do feminismo, mas como mais um grande passo que é de direito de cada mulher.

    Leia tudo sobre:
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas