Tamanho do texto

Com a fissura do trio e cheia de confiança, Emilly ainda é a grande favorita da edição. A manutenção de Ilmar no jogo, no entanto, pode abalar as convicções dos confinados. Vote em quem quer eliminar na enquete do iG

Em um BBB de mulheres fortes, o décimo paredão opõe os homens que chegaram mais longe. Os “parça” Ilmar e Marcos se enfrentam em um paredão de consequências relativamente imprevisíveis e cuja formação caótica se deve, e muito, ao engenho de Ieda. Antes mesmo de Emilly confirmar a liderança no “BBB 17”, mama já se movimentava com elegância e astúcia após identificar a fissura no trio que a gaúcha formava com Marcos e Ilmar.

Leia também: 10 coadjuvantes que chegaram à reta final do "BBB"

Ilmar pensativo no BBB 17
Divulgação/TV Globo
Ilmar pensativo no BBB 17

Ilmar já havia demonstrado antes ficar com a guarda bem montada sempre que acuado. Depois que se viu no epicentro da revolta da casa por ter comido um bolinho de chuva enquanto estava no “tá com nada” e gerou uma punição coletiva, ele foi ao paredão e voltou mais confiante de que seus julgamentos na casa estavam sendo balizados pelo público. Coincidência ou não, assumiu uma espécie de liderança informal do trio que tanto dividiu opiniões no “BBB 17” . Sempre que achava necessário, corrigia Emilly e aconselhava Marcos.

Leia também: "Marcos fez nela também e ninguém fala", critica Mayla sobre sexo oral no "BBB"

Conforme o jogo vai se aproximando do final e convicções vão ficando mais ao gosto da ocasião, Ilmar e Emilly se afastaram. O primeiro indício foi a discussão que sucedeu a eliminação de Daniel no paredão da última semana. Emilly não entendeu o sentimento agridoce que Marcos e Ilmar sentiam e gerou um atrito desnecessário para a relação dos três. A paciência de Ilmar e Marcos com a gaúcha, no entanto, já não era mais a mesma – como os eventos da última semana apontam.

Marcos e Ilmar então resolveram dar um gelo em Emilly, que foi buscar colo em Ieda , que soube bancar a Suíça, mas sempre com seus próprios interesses como norte. Marcos, eventualmente, reaproximou-se de Emilly. Ele já o fizera antes, mesmo tendo terminado com a gaúcha na esteira dos atritos provocados pelo furacão Elettra . Não é interesse, mas a relação de Marcos com Emilly tem particularidades que as de Ilmar com ela não apresenta.

Marcos reinventou-se lá na primeira semana do “BBB”, quando redenção ainda era uma palavra distante. No que Emilly se beneficiou de “colar” nele quando o doc começou a protagonizar o programa, ele agora tende a se prejudicar colado nela. Na avaliação dos concorrentes, mas também do público que o vê, a essa altura do campeonato, como coadjuvante da jogadora mais amada e odiada desta edição.

Ilmar tem muito coração para um jogo que exige mais razão. Isso pode lhe custar a eliminação. Marcos e Emilly comportam a dicotomia de serem tanto heróis como anti-heróis. Eles são responsáveis pela narrativa do “BBB 17”, quem quer que ganhe o programa, o fará por uma reação direta da maioria do público a essas circunstâncias.

    Leia tudo sobre: BBB
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.