Festa de Taylor Swift tem casos de Covid-19 e suspeita de ômicron
Reprodução
Festa de Taylor Swift tem casos de Covid-19 e suspeita de ômicron

A festa para  lançar "Red", novo álbum de Taylor Swift , aconteceu em 10 de dezembro, em Sidney, na Austrália. Desde então, quase 97 fãs e pessoas que participavam da celebração foram diagnosticadas com  Covid-19 e existe pelo menos uma suspeita de infecção pela nova variante do vírus, ômicron . A cantora não estava no local e a festa chamava "On Repeat: Taylor Swift Red Party" (No modo de repetição: festa Red de Taylor Swift). Segundo Taylor,  todos os protocolos de segurança foram seguidos.

Os agentes de saúde do estado de Nova Gales também garantiram que, provavelmente, algumas dessas pessoas estão infectadas com a  nova variante  ômicron.

Para evitar o aumento no número de casos, a recomendação é para que as cerca de 600 pessoas que estiveram presentes no evento se isolem imediatamente. Isso também vale para todos que tiveram contato próximo com essas pessoas.

Taylor Swift, com Red, cantora emplaca seu 10º álbum no topo da Billboard 200
Marcelo de Assis
Taylor Swift, com Red, cantora emplaca seu 10º álbum no topo da Billboard 200


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários