letreiro
Reprodução
Hollywood


O sindicato de atores dos Estados Unidos (Screen Actors Guild) anunciou no site da instituição que as produções cinematográficas em Hollywood ficarão paradas até a metade de janeiro. Segundo a nota, a decisão foi tomada por conta da falta de leitos em hospitais na Califórnia, sobretudo no condado de Los Angeles, diante do alto número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.


Assinada por Gabrielle Carteris e David White, presidente e diretor executivo do sindicato, respectivamente, a nota aponta preocupação com o quadro da Covid-19 e uma necessidade por medidas imediatas, apontando que as produções poderão ficar paradas até a terceira semana de janeiro, ou mais tarde.

Na última terça-feira, o Departamento de Saúde Pública de Los Angeles pediu aos estúdios que considerassem interromper as gravações na região, justamente pelo aumento do número de casos de pessoas infectadas pelo vírus no condado e pelos hospitais lotados. Enviado por e-mail a executivos de Hollywood, o pedido também alertava para o perigo de viajar para fins de produção.

A Califórnia foi o primeiro estado americano a ultrapassar a marca de 2 milhões de infectados pelo novo coronavírus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários