O diretor do próximo " Guardiões da Galáxia " e "Esquadrão Suicida", James Gunn, garantiu no Twitter que nenhum dos filmes terá seu cronograma afetado pela pandemia de Covid-19.

Leia também: Globo deixa atores "desamparados" e sem contratos até o fim da pandemia

Cena de Guardiões da Galáxia
Reprodução
"Guardiões da Galáxia Vol. 3" deve manter seu cronograma original


Leia também: Em meio à pandemia de Covid-19, Projota lança música sobre fé e esperança

Respondendo a fãs em seu perfil no Twitter, Gunn disse que o novo " Esquadrão Suicida " mantém o planejamento original para ser lançado em 6 de agosto de 2021. “No momento, não há razão para a data de lançamento de "Esquadrão Suicida" mudar. Estamos no prazo. Tivemos sorte de encerrar as filmagens e montar a edição em nossas casas antes da quarentena”, escreveu Gunn.

Depois, o diretor também confirmou os prazos de "Guardiões da Galáxia Vol. 3", que ainda não tem data de lançamento definida. “Neste momento, os planos de 'Guardiões da Galáxia Vol. 3' são exatamente os mesmos que eram antes do coronavírus ”, assegurou.

Leia também: Pandemia: os famosos que foram infectados pelo novo coronavírus

A pandemia criou um efeito dominó nos lançamentos do Universo Cinematográfico da Marvel, a partir do reagendamento de "Viúva Negra", de maio para novembro, o que jogou para frentes estreias de longas como "Os Eternos", "Doutor Estranho 2" e "Thor: amor e trovão". James Gunn foi originalmente demitido pela Disney de "Guardiões da Galáxia" por causa de tweets controversos de anos atrás, mas depois foi recontratado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários