Participante do reality show “Mulheres Ricas” conversa com exclusividade sobre brigas com as outras integrantes e sobre o novo programa da apresentadora na Band

Val Marchiori: “Claro que toparia uma segunda temporada do programa, mas só se puder escolher as viagens. Nada de Buenos Aires. Se é para ser rica, quero Paris!”
.
Val Marchiori: “Claro que toparia uma segunda temporada do programa, mas só se puder escolher as viagens. Nada de Buenos Aires. Se é para ser rica, quero Paris!”
Depois de uma temporada de férias em Trancoso e Angra dos Reis, Val Marchiori está de volta a São Paulo. E a socialite passou a tarde desta quarta-feira (11) do jeito que mais gosta: passeando e fazendo compras com os filhos Eike e Victor , no shopping Iguatemi.

Em entrevista exclusiva ao iG Gente , a ex-repórter do Amaury Jr . e atual participante do “Mulheres Ricas” falou sobre as confusões que vem causando com suas companheiras de reality e sobre as polêmicas levantadas por Adriane Galisteu em seu programa “Muita Mais”, na Band, também nesta quarta. Val era "acusada" de comprar briga com todas as participantes. Confira o bate-papo:

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

iG: O que você está achando da edição e da audiência do programa “Mulheres Ricas”?
Val Marchiori: O segundo episódio foi um sucesso, mas eles (Band) forçam na edição. Eu não sou maldosa assim. Eles querem vender polêmica, então me escolheram, já que sou extrovertida e falo a verdade.

LEIA TAMBÉM: "A outra (Val Marchiori) é uma chata", diz Narcisa Tamborindeguy

iG: O que você acha que o programa está te trazendo de melhor?
Val Marchiori: O programa me trouxe muitas coisas bacanas, entre elas, a mídia internacional. Depois do jornal “Le Guardian” e do “Daily Mail”, agora tem uma equipe de imprensa francesa vindo para o Brasil entrevistar a mais rica e a mais pobre, eu e a Débora (Rodrigues).

iG: E as críticas negativas, como você tem recebido?
Val Marchiori: Se você está colocando a sua cara a tapa na televisão, precisa aceitar e tirar o melhor das críticas. Eu não estou ali para brigar com ninguém, e nem quero. Temos que levar tudo na brincadeira.

Exclusiva com Debora Rodrigues: “Não tenho nenhuma vergonha em dizer que eu era pobre”

iG: Depois de te chamar de “cachorra” no Twitter, Brunette Fracarolli te chamou de “bandida” no programa de Adriane Galisteu. O que achou disso?
Val Marchiori: A Brunette não aceita críticas, ela quer que todo mundo fique paparicando ela. Eu não esperava isso da Brunette, achei uma besteira ela me chamar de cachorra porque eu não gostei do risoto dela. Era uma brincadeira e ela levou a sério. Seu eu tivesse dado nota zero, ok, mas eu dei seis. O que eu posso fazer se eu não gostei?.

LEIA MAIS: Brunete Fraccaroli: “Sou muito mais poderosa do que rica”

iG: Essas brigas todas são verdadeiras ou não?
Val Marchiori: Imagina! Eu converso com todas. Liguei para todas elas para marcarmos um jantarzinho para acabar com essas conversas. Aquilo é um programa, a gente tem que levar na brincadeira.

iG: A Jaqueline, filha da Débora Rodrigues, falou mal sobre suas maneiras durante o segundo episódio do programa. Isso te incomoda?
Val Marchiori: Eu vi ela no dia das fotos do programa. Ela ficou olhando as minhas roupas, não deu boa tarde, boa noite, achei ela arrogante. Fora que no dia do jantar, eu não sabia que ela ia estar lá. Ela falou que eu fiquei olhando no espelho, mas o que eu posso fazer se eu gosto de me olhar? Eu não desrespeitei ela em nenhum momento. A mãe dela é muito simpática.

Famosos comentam estreia do programa "Mulheres Ricas". Vote na sua preferida

iG: Ainda no segundo episódio, a Débora fala da sua “compulsão” por champagne...
Val Marchiori: Era uma brincadeira dela, mas mesmo se fosse, enquanto eu tenho compulsão por champagne, ela tem por cerveja, que eu não tenho. Então...

iG: No novo programa de Adriane Galisteu (“Muito +”) desta quarta-feira (11), apareceu a seguinte chamada: “Mulheres Ricas declaram guerra contra Val Marchiori”. Você fica ofendida com esse tipo de coisa?
Val Marchiori: O programa da Galisteu não está dando Ibope, então estão usando o “Mulheres Ricas” para ajudar. A Galisteu precisa de audiência, eu não.

iG: Mesmo com todas essas brigas e confusões, você aceitaria participar de uma segunda temporada do programa?
Val Marchiori: Claro que eu toparia fazer a segunda temporada, mas só faço se eu puder escolher as viagens. Nada de Buenos Aires. Se é para ser rica, eu quero ser rica, então eu quero Paris.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.