Audiência que decidiria se o apresentador deve pagar a multa de R$ 30 milhões para a emissora foi prorrogada por um dos juízes

José Luiz Datena: julgamento adiado para 2012
Band/Divulgação
José Luiz Datena: julgamento adiado para 2012

Mais um capítulo da novela jurídica entre José Luiz Daten a e a Record aconteceu nessa quarta-feira (30), em São Paulo, no Palácio da Justiça. O julgamento do processo em que a Record acusa o apresentador de estar devendo o valor da multa contratual por quebra de contrato, R$ 30 milhões, que estava marcado para hoje, foi adiado para o dia 04 de janeiro de 2012, data que ainda pode sofrer alteração.

Estavam presentes os representantes legais do apresentador, que não é obrigado a comparecer pessoalmente, e os da emissora, que pleiteia indenização relativa a duas multas contratuais.

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe as notícias dos famosos em tempo real

A primeira é datada de 2003, quando Datena deixou a emissora antes do prazo previsto; e a segunda é referente a julho deste ano, quando ele voltou à Record sob a condição de ter a dívida da primeira quebra de contrato perdoada. Dois meses depois, no entanto, ele deixou a emissora novamente e voltou para a Band, casa onde estava até então, há oito anos. As duas multas mais a multa atual somadas chegariam a R$ 50 milhões. Datena alega no processo que sua saída da Record foi justificada legalmente pela censura que sofria na emissora, que não o deixaria falar livremente sobre o que quisesse.

A data do julgamento foi adiada porque uma das partes requereu um recurso (chamado agravo de instrumento), que é julgado por uma instância superior. Um dos três desembargadores que analisa esse recurso pediu mais tempo para analisar o processo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.