Tamanho do texto

Com potencial para superarem as expectativas com tramas inventivas, as novelas do horário acabam caindo nos mesmos trejeitos sem graça

O Tempo Não Para ” fechou a sexta semana de exibição com uma boa média de audiência. Com cerca de 28 pontos, a novela já superou os 30 em diversos capítulos. A média de “Segundo Sol”, por exemplo, está na casa dos 32. A nova novela das sete tem uma história fantasiosa que mistura passado e presente, com um romance mamão-com-açúcar como trama principal.

Novelas das sete costumam apostar em tramas diferentes e divertidas, mas não desenvolvem bem as narrativas
Reprodução/Globo
Novelas das sete costumam apostar em tramas diferentes e divertidas, mas não desenvolvem bem as narrativas

Sua antecessora, muito criticada, também tinha a fantasia como pano de fundo para um romance. O casal central é um recurso clássico das novelas, e na faixa das 19h não é diferente, mas com uma exceção: as novelas das sete são mais propícias para tramas inventivas.

Leia também: O que “O Tempo Não Para” pode aprender com “Deus Salve o Rei”

Nos últimos anos vimos um roubo milionário de um hotel (“Pega Pega”), uma trama inspirada em “My Fair Lady” (“Totalmente Demais”), um roqueiro em decadência (“Rock Story”), a juventude novelística da favela de Paraisópolis (“I Love Paraisópolis”), e algumas histórias sobrenaturais (“Além do Horizonte” e “Alto Astral”).

O que todas essas tramas têm em comum? Além da narrativa geralmente leve e familiar, elas são majoritariamente ruins . A criatividade dos temas se perde em tramas supérfluas, diálogos simplórios e personagens que, salvo algumas exceções, são esquecidos rapidamente.

A fórmula das novelas das sete

O casal principal mamão-com-açúcar é um dos artifícios mais comuns das novelas das sete
TV Globo
O casal principal mamão-com-açúcar é um dos artifícios mais comuns das novelas das sete

Na contramão do que dizem especialistas, que apontam que uma mudança na dramaturgia é necessária para acompanhar o público, as novelas do horário não dão a chance para o espectador pensar sozinho e ainda apostam excessivamente em personagens falando sozinhos e cenas explicativas.

Elas também são cheias de personagens secundários que não tem função nenhuma na trama. Claro, esse é um mal que pode acometer qualquer folhetim, mas é praticamente regra nas novelas das 19h (e que, curiosamente, a criticada “Deus Salve o Rei” não fez tanto).

Leia também: “Pega Pega” e outras novelas que já caíram no esquecimento

“O Tempo Não Para”, por exemplo, tem 48 personagens creditados no site da Globo. Desses, 13 fazem parte do núcleo dos “congelados”, mas quase metade deles só saiu do congelamento na última semana, enquanto os protagonistas “acordaram” logo no primeiro capítulo. Parte, inclusive, com atores negros, que eram escravos na época do congelamento, mas são tratados pela protagonista Marocas (Juliana Paiva) como “amigos”.

Saudades!
Divulgação/TV Globo
Saudades! "Cheias de Charme" usou com sucesso a fórmula do horário e foi uma das últimas novelas das sete boas

Outro recurso muito utilizado no horário são as ex-namoradas que parecem saídas do inferno. Elas não têm outro propósito na vida que não tentar, a todo custo, destruir completamente a vida dos ex-namorados e suas novas conquistas, as mocinhas puras e doces.

Foi assim com Carolina (Juliana Paes) e a doce Eliza (Marina Ruy Barbosa) em “Totalmente Demais”, ou Diana (Alinne Moraes) e Júlia (Nathalia Dill) em “Rock Story” e agora esse papel cabe a maléfica Betina (Cleo). Mas, ainda que causem, elas não são nem as vilãs principais das tramas.

Dificilmente a Globo vai emplacar outra “Cheias de Charme”. Chegando próxima aos 40 pontos, a novela das empreguetes reuniu todos os elementos acima, mas se deu ao trabalho de desenvolvê-los com profundidade, gerando tramas paralelas interessantes e o mais importante: personagens inesquecíveis.

Leia também: O horário Globo: televisão aberta pauta e influencia a vida do brasileiro

Embora tenham boas histórias, as  novelas da sete não exigem grande esforço do espectador, que pode prosseguir com as suas atividades de casa enquanto acompanham a trama de longe, sem grande interesse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.