Robson Ramos e Diego Rocha falaram ao iG sobre o vídeo onde o jornalista William Wack aparece fazendo declarações racistas

“Na hora bateu um sentimento de revolta”, conta Robson Ramos sobre a primeira vez que viu o vídeo com as declarações de William Waack. Robson é amigo de Diego Rocha , ex-funcionário da Rede Globo, que fez a gravação, em 2016. Diego estava em São Paulo, na emissora, quando recebeu, ao vivo, o sinal de Washington. Ele conta que ficou voltando o vídeo diversas vezes, sem acreditar no que estava ouvindo. Na época, ele mostrou as imagens para o supervisor do seu setor, que também se indignou com o ocorrido, mas não fez nada a respeito. Com medo de perder o emprego, ele não insistiu em uma denúncia internamente, nem quis publicar o vídeo na internet.

Leia também: William Waack é acusado de racismo após vídeo de bastidores cair na web

William Waack foi afastado do jornalismo da rede Globo após denúncias de racismo
Reprodução
William Waack foi afastado do jornalismo da rede Globo após denúncias de racismo

Robson, que morava com Diego, chegou a entrar em contato com alguns repórteres conhecidos, mas a respostas era a mesma: o vídeo não daria em nada. “Procurei a mídia e alguns repórteres, mas ninguém me deu muita moral”, explica. Sobre os comentários de William Waack , Robson comenta: “eu fiquei espantado e ao mesmo tempo me deu um sentimento de revolta mesmo. Como um comunicador do escalão dele, âncora de um jornal profere essas palavras?”.

Leia também: Globo decide afastar William Waack após acusação de racismo

Diego Rocha (esquerda) e Robson Ramos falam sobre vídeo de Waack:
Reprodução
Diego Rocha (esquerda) e Robson Ramos falam sobre vídeo de Waack: "revolta"

A falta de resposta, porém, fez com que ambos deixassem a história de lado. Robson apagou o vídeo e Diego teve o celular furtado no começo do ano, apagando de vez a memória do vídeo. A ideia, porém, foi reacesa  há cerca de dois meses, quando Robson comprou um novo celular e, ao fazer um backup, viu o vídeo de volta em seu celular. Os dois passaram um período decidindo se fariam algo ou não com as imagens, até que, durante um debate em um grupo na internet, exibiram as gravações. Diego conta que as pessoas do grupo também se indignaram e começaram a compartilhar o vídeo.

Repercussão

Diego, que foi desligado da Globo no começo do ano em um corte de pessoal, fala que gostaria de uma retratação mais incisiva de William Waack . O jornalista declarou, por meio de comunicado da Globo, que não se lembra do que disse, mas “pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação”. A emissora informou na última quarta-feira (08) a noite que iria afastar o jornalista. Eles também falaram que iniciarão conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos.

Leia também: Rachel Sheherazade defende William Waack: "O hipocritamente correto venceu"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.