Depois de desfilar em São Paulo, a musa Juju Salimeni brilhou pela Unidos da Tijuca no Rio de Janeiro e fez uma defesa veemente da nudez no carnaval

Juju Salimeni antes do desfile da Unidos da Tijuca
Divulgação
Juju Salimeni antes do desfile da Unidos da Tijuca

Depois de estrear como rainha de bateria da X9 Paulistana, a musa fitness e ex-panicat Juju Salimeni assumiu seu posto de musa da Unidos da Tijuca, que homenageou o escritor, ator e diretor Miguel Falabella e foi a primeira a desfilar na Marquês de Sapucaí neste domingo.

Leia também: Musas do Carnaval! Confira as beldades que brilham na folia

Antes de entrar na avenida, Juju Salimeni falou à imprensa e no microfone do Bastidores do Carnaval, programa da RedeTV!, fez uma defesa veemente da nudez. "Tem gente que não gosta. Eu já sou mais tradicional e gosto de fantasias que mostrem bastante o corpo. Tem espaço para tudo", disse a bela. 

Leia também: Musas do carnaval carioca apostam no maiô cavado em desfiles da série A

Ela ainda fez uma defesa do uso do tapa-sexo, peça que perdeu espaço nos desfiles em 2018. "Sou da opinião que tapa-sexo só cai com quem quer que caia. Já usei tapa sexo e a cola usada deixava impossível de cair", polemizou.

Para brilhar na avenida, a modelo apostou em um look ousado e transparente, inspirado no figurino de Claudia Raia no musical "Cabaret". "É uma rede com pedras. Está tudo colado, amarrado, costurado. Não cai de jeito nenhum", observou. A fantasia custou mais de R$ 40 mil. 

O figurino usado por Juju Salimeni custou R$ 40 mil
Reprodução/Instagram
O figurino usado por Juju Salimeni custou R$ 40 mil

A musa comentou ainda sobre as diferenças entre os carnavais do Rio de Janeiro e São Paulo. Para a musa, os cariocas são mais dedicados e empolgados com o carnaval. Ela entende que faz parte da cultura da cidade, mas declara que ainda é mais entusiasmada com a festa paulistana. "É coisa do coração".  

Leia também: Ícone do carnaval brasileiro, tapa-sexo perde espaço em 2018

A Unidos da Tijuca , cuja rainha de bateria é a atriz Juliana Alves, foi a primeira a desfilar e levou para avenida a trajetória e os principais personagens e criações de Miguel Falabella. Amigos do dramaturgo como Arlete Salles, Cissa Guimarães, Aracy Balabanian, Claudia Raia e Zezé Polessa também desfilaram. 

Juju Salimeni encantou durante o desfile e esbanjou energia e beleza na Sapucaí. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.