Alanis Guillen interpreta Juma Marruá no remake de 'Pantanal'
Fernando Lopes
Alanis Guillen interpreta Juma Marruá no remake de 'Pantanal'


Com estreia prevista para 28 de março, o remake de ' Pantanal ' já deixa fãs da novela de Benedito Ruy Barbosa ansiosos pela estreia de Alanis Guillen no icônico papel de Juma Marruá. Na trama, hoje escrita por Bruno Luperi, a personagem ganhou o carinho do público por lutar contra o 'bicho-homem' e segundo as lendas da novela, se transforma em onça-pintada ao ser ameaçada. 


O papel, herdado de Cristiana Oliveira, gerou comentários nas redes sociais e grande expectativa sobre Alanis, conhecida pelo papel de Rita em 'Malhação: Toda Forma de Amar'. Em entrevista para o iG Gente, Alanis comentou sobre o que sentiu ao interpretar a personagem e as semelhanças entre Rita e Juma.

Para Alanis, o que aproxima Rita de Juma é a força das personagens. "São duas mulheres de força sublime, que lutam pela existência, pelos direitos delas e dos mais próximos", conta. 

De certa forma, Rita, de 'Malhação' e Juma, de 'Pantanal', compartilham não só a força, como a luta social que ambas enfrentam. Após 32 anos, a personagem da novela de Benedito Ruy Barbosa segue atual para Alanis. "A coragem e bravura com que ela enfrenta o bicho-homem e à qualquer ameaça, é inspiradora e pode ser transformadora no Brasil de hoje", disse. 

A personagem de 'Pantanal', popular nos anos 90, não era conhecida por Alanis , que tem apenas 23 anos de idade e é 8 anos mais nova que a primeira versão da novela. A fala gerou comentários nas redes sociais e atriz teve de ir atrás do histórico da personagem para entender a importância dela para a teledramaturgia. 

Mas Alanis não mistura a impressão pessoal que tem de Juma com o imaginário do público, marcado pela interpretação de Cristiana Oliveira. Para ela, o maior desafio é de se "manter conectada sempre a ela, e não ao que os outros esperam dela". 

E a atriz que interpretou Juma pela primeira vez ajudou Alanis na construção da personagem de 2022. "Foi uma troca tão boa e positiva. Mais do que dicas, nós celebramos juntas poder reviver essa história", conta. A atriz não agradece apenas pela ajuda de Cristiana. Outra atriz foi importante na criação de Juma: Juliana Paes, que interpreta Maria Marruá, mãe da personagem. 

Para Alanis, Juliana é uma mulher inspiradora. Na produção, ela conta que a atriz foi "mãe, amiga e irmã". "Ela é uma grande atriz, para mim, vê-la no set é inspirador e na vida também", diz. 

Leia Também

Leia Também

Leia Também

Durante a produção de 'Pantanal', Juma ganhou outro nível de relevância para Alanis. "A Juma é um arquétipo que representa a força da natureza e do feminino. Então, vejo como ela foi e é importante naquilo que provoca no imaginário de todos que a assiste", diz. 

Como toda gravação, há perrengues

Gravar na região do pantanal, em meio à natureza, é sofrer com alguns problemas. Alanis até brinca com as situações que passou nas gravações. Para ela, "ir para o mato e não passar por aqueles perrengues básicos, não é ir para o mato". 

A atriz conta que viveu alguns 'perrengues', como pegar bicho-de-pé, infecção na pele causada por uma pequena pulga que penetra na pele e é capaz de viver semanas nela, causando uma pequena lesão, que pode inflamar e causar sintomas como dor, coceira e vermelhidão.

"Um cavalo já pisou e descansou em cima do meu pé no meio da cena, rolou uma desidratação básica nos primeiros dias, mesmo bebendo muita água, tive que fazer xixi no mato, fui 'devorada' por mosquitos", lista Alanis. Ela também diz que teve que conviver com muitos animais selvagens, o tempo todo. 

Mas mesmo com os perrengues, Alanis respeita a natureza e entende que é normal passar por isso. "Amo a natureza, eu busco me conectar como bicho que sou também, mas consciente dos limites", conta. 


Recentemente, Alanis publicou uma série de fotos com uma sucuri para a revista Ela, da Globo. Na legenda, ela brinca com a novela: "Sucuri, Velho do Rio ou Luz del Fuego?". Ela conta que para tirar a foto, foi sentindo como poderia agir com o animal. 

"Antes de tocar nessa Sucuri, fui observando de longe, sentindo a energia, pedindo permissão e também conversei com a pessoa do instituto que cuida dela. E foi mágico fazer as fotos", conta. 

Covid-19 em 'Pantanal'

A nova onda da pandemia de Covid-19 atingiu em cheio a produção da Globo. Segundo informações da coluna de Patrícia Kogut no jornal O Globo, o lançamento do remake foi adiado em duas semanas. A produção da novela teve diversos contágios, como Bruna Linzmeyer e Leticia Salles, além do diretor Rogéio Gomes. 

Por isso, as gravações sofreram um atraso. Alanis, que segue gravando, diz que a atenção é redobrada para os casos de Covid-19. "Estamos todos muito atentos, seguindo os novos protocolos de segurança, mas o desejo é de não parar", conta. 

E não há chance para os não-vacinados nas produções. Alanis diz que toda a equipe deve apresentar "todos os comprovantes de vacinação". 

** Luiza Lemos é jornalista, especializada na cobertura de entretenimento e celebridades. No iG desde 2020, escreve para o iG Gente, mas já passou pelas editorias de Delas, Queer, Receitas e Turismo. Da praia para a serra, é de Santos e formada na Universidade Metodista de São Paulo. Além de escrever, é sommelier de memes, adora televisão e não deixa uma boa fofoca deixar de ser comentada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários