Yves de Mbella convidou homem que cumpriu pena para mostrar como abusava das vítimas com ajuda de manequim
Reprodução/Facebook/NCI
Yves de Mbella convidou homem que cumpriu pena para mostrar como abusava das vítimas com ajuda de manequim


A Alta Autoridade de Comunicação Audiovisual da Costa do Marfim (HACA) decidiu punir com uma suspensão de 30 dias o apresentador de televisão Yves de Mbella após e exibição de um programa no canal NCI no qual um homem que cumpriu pena por estupro foi convidado a simular como abusava das vítimas com a ajuda de um manequim.

Você viu?

O programa exibido na segunda-feira foi alvo de duras críticas e uma petição assinada por mais de 37,5 mil pessoas exigiu punição para o apresentador. Yves de Mbelle se desculpou após a repercussão negativa, argumentando que tinha a intenção de "gerar consicentização" sobre o tema.

"Lamento sinceramente ter chocado a todos ao tentar aumentar a conscientização. Eu cometi um erro. Também lamento tudo o que foi dito ou feito durante aquela sequência do programa. Peço perdão a todas as vítimas de estupro", escreveu Mbella no Facebook.

Em comunicado, a HACA se solidarizou por todas vítimas e demais pessoas que se sentiram ofendidas pelo programa. O órgão defendeu ainda que o estupro é crime punível por lei e o comportamento do apresentador é "intolerável". Além disso, solicitou que o canal NCI mantenha "mais vigilância sobre a programação" e encorajou a emissora a "tomar qualquer iniciativa com vista a sensibilizar a população sobre a violência contra as mulheres".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários