Marcius Melhem e Marcelo Adnet no
Reprodução/TV Globo
Marcius Melhem e Marcelo Adnet no "Tá no Ar: A TV na TV"

A Globo conseguiu uma vitória na Justiça contra o ex-deputado estadual "Jesuíno Silva Boabaid. Ele é bombeiro e ex-presidente da Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia (Assafapom) e entrou em uma ação contra a emissora após se ofender por um quadro humorístico.

Boabaid abriu o processo por conta de um seguimento do "To n Ar: A TV na TV" de 2018. A esquete estrelada por Marcelo Adnet e Marcius Melhem faz uma piada de que policiais e bombeiros recebem propina de deputados para não trabalhar corretamente. 

O ex-deputado estadual e a associação pediram uma indenização de R$ 15 mil e uma retratação da Globo em horário nobre. Eles argumentam que o quadro "denegriu a imagem de todos os policiais e políticos do Brasil" e também que as falas do programa são ofensivas e não de entretenimento.

Em contraponto, a Globo defendeu que o "Tá no Ar: A TV na TV" é um programa humorístico e tem direito a liberdade criativa. A Justiça de Rondônia não aceitou o processo aberto pelo ex-deputado e o desembargador Sansão Saldanha, que julgou o caso, analisou que não entendia o motivo da ação porque a atração não cita o nome de Boabaid. O caso ainda cabe recurso em instâncias superiores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários