Roberto Kovalick e Alessandro Jodar
Reprodução Globo
Roberto Kovalick e Alessandro Jodar

O "Hora 1" iniciou a semana com muitas novidades. Além do cenário novo, estruturado no mesmo ambiente que o "Jornal Hoje", o primeiro noticiário da Globo também contou com uma maior participação dos telespectadores, a intenção é tornar o jornalístico mais dinâmico. Em vídeo compartilhado na conta do Twitter do programa, Roberto Kovalick, que segue no comando do mesmo, comemorou. "Estamos muito felizes com o resultado". 

Para apresentar o telejornal, Kovalick tem uma vida nada convencional. Em entrevista ao jornal Extra, ele revelou sua "rotina de vampiro". "Acordo às 23h e tomo café às 23h30. Chego no estúdio à meia-noite e finalizo algumas pendências como editor-chefe até entrar ao vivo, às 4h. Saio de lá por volta das 7h e, às 8h, almoço, com bife e tudo. Já o jantar é ao meio-dia. Logo depois, passo a usar óculos escuros dentro de casa para simular o entardecer e enganar o cérebro, para dormir às 15h. Às 14h30, já estou bocejando. Aprendi a montar essa rotina com ajuda de médicos e nutricionistas", explicou Kovalick, que não nega precisar de muita disciplina para respeitar os horários incomuns.

Apesar de ter a vida virada de ponta-cabeça, Roberto Kovalick fala sobre as vantagens de ter uma rotina incomum. "Estou tão desacostumado com engarrafamento que não consigo calcular direito o tempo para chegar nos lugares. Às vezes, acho que vou estar em certo ponto da cidade em 15 minutos, quando levo meia hora em um horário convencional. Por isso, também, acaba sobrando mais tempo útil no meu dia. Tem esse lado bom. Posso curtir a manhã com a minha filha, por exemplo. Pude vê-la andando de bicicleta pela primeira vez no parque. Quem trabalha em horário comercial não pode fazer isso", completou.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários