Márcio Gomes se posiciona em nome da CNN em relação à critica do presidente
Kelves Araújo
Márcio Gomes se posiciona em nome da CNN em relação à critica do presidente

Em coletiva concedida nesta segunda-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez duros ataques à imprensa e  mandou uma repórter da TV Vanguarda calar a boca ao ser questionado sobre o uso da máscara ao chegar na cidade de Guaratinguetá.

Jair Bolsonaro também criticou a cobertura feita pela CNN Brasil das manifestações contra o seu governo que aconteceram na Avenida Paulista, em São Paulo, no último sábado.

"Jogaram fogos de artifício em cima de vocês e vocês elogiaram ainda", afirmou.

Durante a edição do Prime Time de hoje, apresentado por Márcio Gomes, o vídeo que mostra o presidente criticando a emissora foi ao ar e o apresentador se posicionou em nome da CNN.

"A CNN esclarece que no último sábado, durante a cobertura da manifestação aqui na Av. Paulista, o repórter Tiago Américo percebeu que havia fogos de artíficio sendo estourados na direção dele e da nossa equipe. Os profissionais identificaram um homem agindo sozinho, escondido, do lado oposto da avenida e decidiram por continuar o trabalho em outro lugar com segurança. Como o repórter relata na entrada ao vivo, após esse episódio a manifestação seguiu de forma pacífica", esclareceu Márcio Gomes.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários