Carla Vilhena e caixa de medicamento
Reprodução CNN
Carla Vilhena e caixa de medicamento

As emissoras Globo, Record TV, CNN Brasil e SBT estão na mira da Vitamedic, empresa que produz a inverctina no Brasil. Segundo o site Notícias da TV, a farmacêutica entrou com ações judiciais contra os veículos de comunicação por conta da abordagem dada a uma nota do laboratório Merck Sharp & Dohme, que divulgou um comunicado em fevereiro de 2021 dizendo que não tinha evidências de que o produto funcionasse contra a Covid-19.

À ocasião, a imprensa repercutiu o comunicado explicando que a própria fabricante da ivermectina contestava o uso do remédio no tratamento ou na prevenção da Covid-19. Entretanto, a Merck é apenas fabricando do remédio no exterior e alguns veículos ao repercutir a nota usaram imagens do produto produzido no Brasil, no caso, pela Vitamedic.

De acordo com a empresa, isso "induz os leitores e telespectadores ao erro, considerando que transmite a percepção de que a opinião da Merck seria única ou majoritária no ramo farmacêutico, o que não é verdade".

A CNN Brasil, por sua vez, publicou o comunicado da Merck em uma notícia no site oficial e também repercutiu na edição de 5 de fevereiro do "Visão CNN". Globo e demais emissoras ainda não se posicionaram.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários