Lucas Penteado
Reprodução/Instagram
Lucas Penteado

Se não tivesse desistido do “BBB 21”, Lucas Penteado poderia estar na final do reality, que acontece na terça, disputando o tão sonhado R$ 1,5 milhão que mudaria sua vida. Quase três meses depois da sua dramática saída do programa, o ex-“Malhação” é categórico ao dizer que jamais se arrepende. “Em nem um milésimo de segundo eu me arrependo de ter desistido. Quem decidiu que eu tinha que sair foi Deus. Ele botou a vozinha na minha cabeça, falando: ‘acabou a sua jornada aí. Tem coisa boa para você aqui fora’. Eu não sabia o que era, mas não senti medo”, garante.

A “coisa boa” que ele tinha certeza que encontraria aqui fora foi o apoio da família e o carinho do público, que oa ajudam a superar o trauma que ele afirma ter vivido durante sua passagem pelo jogo. Os novos fãs do ator (são 10 milhões de seguidores no Instagram) organizaram uma vaquinha virtual com a finalidade de arrecadar dinheiro para ele realizar o sonho da mãe em ter a casa própria. Em poucos dias, conseguiram R$ 370 mil.

Sucesso na publicidade

O restante do dinheiro para a compra do imóvel está vindo dos muitos trabalhos de publicidade de Lucas, como a campanha publicitária na TV da marca de cosméticos que patrocina o “BBB 21”; campanha para o São Paulo Futebol Clube e o mais novo contrato: garoto-propaganda da NBA no Brasil, famosa liga de basquete americana, como ele mesmo contou em primeira mão ao EXTRA.

“Minha realidade financeira ainda não mudou. Todo o dinheiro que está entrando vai para a casa da mamãe, que eu vou comprar agora no final do ano, aqui mesmo em Bela Vista (bairro onde ele mora de aluguel, na região central de São Paulo). Saber da possibilidade de comprá-la à vista é gratificante”, diz ele, que quer um imóvel em que caibam os pais, os dois irmãos, a cunhada e os dois sobrinhos.

A visibilidade no “BBB” permite que Lucas também mude a realidade da família, que hoje vive do trabalho do ator. O pai, ex-açougueiro, e a mãe, professora, cuidam da carreira do artista. “O que mudou foi a acessibilidade em algumas questões importantes, dentro das políticas sociais que são necessárias no nosso país: consegui cursos para os meus irmãos e cunhada através de parcerias”, festeja.

"Fui humilhado e assediado dentro da minha intimidade"

E as oportunidades não param por ai. Lucas assinou contrato com a Globo, foi convidado para fazer séries e protagonizar o filme “Nosso sonho”, que contará a história da dupla Claudinho e Buchecha, além de vários projetos no cinema como ator e diretor, e muitas publicidades no Instagram.

“Não fazia ideia de que a galera me amava tanto. Fiquei emocionado, feliz e também muito esperançoso em ver que a nossa população tem o dom para ser acolhedora. A gente só precisa se unir e fazer com que mais ações como essas se repitam: mais acolhimento do ser humano, independentemente de qualquer bandeira, credo e religião”, comenta.

Você viu?

Mas nem tudo são flores. Fora do programa, Lucas Penteado lamenta sofrer bifobia (discriminação contra bissexuais), ainda por conta do beijo que deu em Gil do Vigor.

“O preconceito e a homofobia no nosso país são muito fortes. Ao mesmo tempo que vejo muita gente dizendo que achou lindo e que gostou do beijo, vejo muitas mensagens e comentários de repúdio e homofobia. No momento em que o beijo aconteceu, as pessoas da casa (do ‘BBB’) queriam saber se tinha veracidade, se foi de verdade ou jogo. Ao mesmo tempo, aqui do lado de fora, as pessoas preconceituosas, que não aceitam a diversidade, viram vergonha ou nojo. Como a gente pode viver a diversidade num país onde todos os polos criam preconceitos?”, lamenta:

“Naquele momento, após o beijo, eu fui humilhado, assediado dentro da minha intimidade. Fui difamado ao mesmo tempo, porque muitas pessoas afirmaram que o beijo não era real. A gente não está pronto para a diversidade”, desabafa.

Falando nos ex-participantes, Lucas vai reencontrar todos esta semana, após a grande final, num programa especial que vai reunir de volta na casa os 19 concorrentes (somente Bil, que está no “No limite”, não vai participar). A atração será gravada para ir ao ar no próximo sábado. O ator admite que ainda não estar pronto para esse momento.

“Não guardo mágoa de nada, mas não vou ser hipócrita. Estou ainda muito mexido e magoado com as situações que aconteceram lá dentro. Rezo todos os dias para que essas pessoas consigam reestabelecer suas carreiras. Deus é maravilhoso e perdoa todas as pessoas. Não tenho que perdoar ninguém. Acredito que num futuro, um tanto distante, eu vá conversar com todos os integrantes e tudo isso vai ficar no passado. No momento, eu preciso me resguardar, colocar a cabeça no lugar, porque todos aqueles acontecimentos não foram brincadeira”, analisa.

"Gil é fechamento, irmão para a vida inteira"

Essa decisão, claro, não se aplica a Juliette, para quem ele torce que vença o “BBB 21”, e Gilberto. “Ele é um querido, incrível. É meu parceiro, fechamento, irmão para o resto da vida. Se vamos ter algo aqui fora, não sei. Relacionamento não é uma coisa tão simples, principalmente quando a gente é artista e tem agendas corridas. Mas ele vai ter um amigo para a vida inteira”, promete o ator, que, apesar de estar ainda ferido, reconhece e agradece todas as bênçãos que tem caído sobre sua vida pós-“BBB”.

Mas seu maior sonho, infelizmente, ainda esta longe de ser realizado: “Meu sonho é igual ao do Martin Luther King (ativista americano que lutou contra a discriminação racial nos EUA): “Sonho com um Brasil em que todas as pessoas sejam vistas como iguais, e que todas as pessoas sejam livres para amar e sonhar. Esse é o maior sonho que eu tenho e que está além de comprar a casa da minha mãe. Porque se essa fosse a realidade, minha mãe já teria uma casa antes de eu nascer”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários