Karol diz que já bateu em uma professora
Reprodução/Globo
Karol diz que já bateu em uma professora


Durante uma conversa que aconteceu neste sábado no 'BBB 21', Karol Conká disse que já bateu em uma professora quando estava ensino fundamental. Segundo a cantora, a profissional era extremamente racista e, para tentar se safar do castigo que viria por causa da agressão física, a sister fingiu estar possuída. 

"Eu já saí na mão com uma professora quando eu tinha 14 anos porque ela me chamou de galinha-d'angola e puxou minhas tranças", explica o motivo da briga. "Ela falava: 'Senta todo mundo, cadela, biscataiada'. Juro!", disse.

"O nome dela era Dalva, ela era bem atentada. Sabe o filme Esqueceram de Mim, que tem aquele vilão baixinho, gordinho, parecendo um pinguinzinho? Ela parecia ele, com cabelo loiro até aqui (no braço). E aí eu falava 'você é uma racista' e ela falava 'Eu não sou racista, meu marido é negão'", contou a rapper.

"E eu pá (fazendo gesto de agressão), e ela pá, e nós duas pá pá pá. Aí eu fingi que eu estava possuída pelo demônio. Foi na época em que saiu o filme O Exorcista. Quando o diretor chegou, eu fingi que estava possuída. Eu fui expulsa porque eles acharam que eu estava possuída mesmo", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários