Datena foi absolvido e não terá que pagar indenização
Reprodução/Band
Datena foi absolvido e não terá que pagar indenização

José Luiz Datena, apresentador do "Brasil Urgente" , mandou para casa, ao vivo, um funcionário que está com a esposa doente, com suspeita de Covid-19. O episódio aconteceu na quarta-feira (13).

Após desejar melhoras ao funcionário, Datena explicou o motivo de ter sido tão firme. “Saúde em primeiro lugar. Será que nós vamos falar uma coisa aqui e fazer outra fora do ar?”, perguntou.

O funcionário a qual Datena se referiu é Vando, que trabalha no switcher da emissora. “Se o Vando estiver com a esposa dele doente… Eu não sou médico da Band, mas ele está autorizado (a ficar em casa) - em que pese o programa não ser a mesma coisa sem o Vando aqui. Ele pode levantar daí agora, com a minha autorização. E, com certeza, com autorização do médico da Band e do Rodolfo Schneider (diretor executivo de jornalismo da TV)”, continuou o jornalista.

Perdeu? Mostramos de Novo

“Se não tiver ninguém para botar (no lugar) ele, não coloca ninguém. Mas, a saúde em primeiro lugar. Não mando nada aqui, mas é isso que eu quero. E tenho essa prerrogativa de, pelo menos durante o programa, se o Vando estiver com problema de saúde em casa, ele pode levantar daí agora e vai embora. Pronto, acabou”, completou.

Esta não é a primeira vez que Datena manda alguém para casa por motivos de saúde. Em novembro de 2020, o repórter Lucas Martins, alegou que tinha tido contato com um motorista da equipe de jornalismo que teve Covid-19. Após isso, o apresentador ordenou que ele fosse para casa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários