jakelyne
Reprodução/PlayPlus
Jake conversou com Lidi Lisboa sobre a cor de sua pele

Em conversa, Jakelyne e Lidi Lisboa entraram no assunto racismo. Jake citou que não é correto usar a expressão "CC" por significar "cheiro de crioulo" e Lidi afirmou estar chocada.

A atriz também comentou com Jakelyne que só percebeu que sofreu racismo recentemente. " Agora, as pessoas tão começando a acordar, assim como eu também acordei depois de 35 anos ", disse.

A ex-miss aproveitou a conversa com Lidi para desabafar sobre as suas questões com a própria cor de pele.

" Isso vai ser reformulado igual a questão do pardo. Na minha certidão eu sou parda. Eu falei isso com a minha mãe. Isso por muito tempo foi uma questão minha com a minha mãe. Exemplo, a Raissa Santana que é Miss Brasil. Ela tem exatamente o mesmo tom de pele que eu, mas ela tem o cabelo black, é black que fala, né? E aí somos exatamente do mesmo tom de pele só que o cabelo dela é black", falou a modelo.

"Depois de mim, quando a Raissa Santana venceu o Miss Brasil, começaram as matérias 'segunda Miss Brasil negra da história' e começaram a falar por que ela era negra, e eu não era. Aí eu virei pra minha mãe e perguntei o que eu era. Eu tenho traços negros. Eu sou a miscigenação em pessoa: tenho branco, negro, indígena. E minha mãe falou que eu era negra, e as pessoas falavam que eu não era, não me aceitavam como negra. Fiz minha árvore genealógica, e saiu cafuzo. Meu pai é negro. Agora, porque eu puxei o cabelo liso da minha avó, não sou negra. Eu sempre me considerei negra, e as pessoas viraram pra mim e disseram que eu não era negra", continuou.

Os comentários sobre Jake se considerar negra repercutiram no Twitter, muitos internatuas ficaram confusos e outros entenderam o que a modelo estava dizendo.










    Veja Também

      Mostrar mais