cobertura sobre os protestos antirracismo que estão acontecendo nos Estados Unidos chamou a atenção dos telespectadores da CNN Brasil . Isso porque, quem estava comentando as últimas notícias do caso na noite de sexta-feira (29) era o jornalista William Waack, que foi demitido da Globo, em 2017, por soltar ao vivo comentários racistas.

Leia também: William Waack se confunde e chama "Jornal da CNN" de "Jornal Nacional"

William Waack na CNN
Reprodução/CNN
William Waack comenta protestos antirracistas na CNN Brasil


Na época, William Waack estava junto com o comentarista Paulo Sotero em frente à Casa Branca, nos Estados Unidos, quando um carro passou buzinando. Sem saber que estava sendo filmado, o jornalista reagiu ao barulho dizendo: “Tá buzinando por quê, seu merda do cacete? Não vou nem falar, porque eu sei quem é… é preto. É coisa de preto!”. Depois do comentário racista, ele começou a rir com o então colega de emissora.

O caso teve uma repercussão muito negativa que resultou na sua demissão. O polêmico jornalista voltou à TV este ano na CNN Brasil e, neste sábado, deu atualizações sobre os protestos que estão acontecendo nos Estados Unidos após  George Floyd, um homem negro de 40 anos, ser morto por policiais – sendo que um deles chegou a imobilizá-lo se ajoelhando em cima dele.

No Twitter, o assunto está entre os mais comentados do dia. “Será que o William Waack fez piadinha racista falando que ser abordado por policial é coisa de preto?”, ironizou uma pessoa. “Ponto alto foi colocarem o William Waack (demitido da globo por racismo) para comentar os protestos antirracismo nos EUA”, comentou outra. “Não sei se a CNN colocou ironicamente o William Waack pra falar sobre racismo, ou como uma forma de fazê-lo refletir sobre aquela merda que um dia ele falou”, acrescentou mais uma.






    Veja Também

      Mostrar mais