Nesta terça-feira (19), Maria Beltrão confessou que se emocionou com o caso do menino João Pedro , de 14 anos, morto nesta segunda-feira (18) durante uma operação da Polícia Civil e da Polícia Federal no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

Leia também: Apresentadora da Globo lamenta morte de amiga para o novo coronavírus

Maria Beltrão
Reprodução/Globonews
Maria Beltrão


"Confesso que tive que refazer a maquiagem hoje porque chorei. Chorei muito com essa história aqui", começou a jornalista da Globo . "Estava brincando com os primos e morreu baleado. E o corpo dele só foi localizado hoje de manhã", completou.

Leia também: Globo muda escala após apresentadora trabalhar seis sábados seguidos

De acordo com a família, o menino estava brincando no quintal da casa de um tio quando policiais invadiram o imóvel e o atingiram na barriga. Já a Polícia Civil alega que o adolescente foi atingido durante uma troca de tiros entre bandidos e policiais, sendo socorrido de helicóptero.

Leia também: Globo deixa atores "desamparados" e sem contratos até o fim da pandemia

"Quero dizer, senhor governador, que a sua polícia não matou só um jovem de 14 anos com um sonho e projetos, a sua polícia matou uma família completa, matou um pai, matou uma mãe e o João Pedro. Foi isso que a sua polícia fez com a minha vida", disse o pai da vítima ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel .

    Veja Também

      Mostrar mais