O comentário do apresentador do " Primeiro Impacto " provocou polêmica fora e dentro do SBT . Marcão do Povo, como é conhecido, disse durante o programa de terça-feira (07) que os infectados pelo novo coronavírus deveriam ficar em um campo de concentração . Assim, segundo ele, seria possível relaxar o isolamento determinado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). 

Leia também: SBT suspende Marcão do Povo após polêmica: "Nossas sinceras desculpas"

Marcão do Povo arrow-options
Divulgação/ SBT
Marcão do Povo


Leia também: Marcão fala sobre comentário polêmico e afastamento do SBT

Após viralizar nas redes sociais e causar muita polêmica, a fala de Marcão fez com que o SBT suspendesse o apresentador. O que a emissora não avisou no comunicado oficial que divulgou na quarta-feira (8) foi que o editor-chefe do "Primeiro Impacto", Rafael Bianco , também foi afastado.

Leia também: Marcão do Povo é denunciado pela PM por injúria racial contra Ludmilla

Bianco foi responsabilizado por não ter avisado o SBT rapidamente do absurdo dito por Marcão do Povo. O jornalista, de 33 anos, está no SBT há oito e dirige o "Primeiro Impacto" há três. 

Nesta segunda-feira (13), Marcão finalmente publicou no Instagram um pedido de desculpas. "Como vocês bem sabem, programa de televisão transmitido ao vivo está sujeito a erros e palavras mal colocadas, onde peço aqui as minhas sinceras desculpas pelo uso indevido da palavra 'campo de concentração', posto que na verdade queria me referir a palavra 'hospital de campanha'", disse.

Ver essa foto no Instagram

Na data 07/04/2020, no Programa Primeiro Impacto do SBT, apresentei uma idéia com a finalidade de contribuir para a atual crise que o nosso país e o mundo vem passando no combate ao COVID- 19. A ideia apresentada consistia na junção de pessoas infectadas para serem tratadas em um mesmo local, com atendimento digno e eficiente, evitando assim, a criação de vários pontos de atendimento específico em nosso pais, e certamente com custo bastante elevado para a montagem de cada estrutura individual. Como vocês bem sabem, programa de televisão transmitido ao vivo está sujeito a erros e palavras mal colocadas, onde peço aqui as minhas sinceras desculpas pelo uso indevido da palavra “campo de concentração”, posto que na verdade queria me referir a palavra “hospital de campanha”. Vejam que em todo o teor da minha mensagem, eu jamais quis me referir a práticas nazistas, ou mesmo hostilizar pessoas doentes, foi apenas uma palavra mal colocada que trouxe grande repercussão negativa. Reforço com o destaque que merece: repudio veementemente qualquer tipo de discriminação, qualquer que seja. Em tempo, peço minhas sinceras desculpas para aqueles que se sentiram ofendidos, bem como expresso o esforço pessoal para que falhas como esta não voltem a acontecer. MARCÃO DO POVO.

Uma publicação compartilhada por Marcão do Povo (@marcaodopovooficial) em



    Veja Também

      Mostrar mais