Com apenas 15 dias no ar, a CNN Brasil já enfrenta problemas com sua equipe. Episódios como a demissão da comentarista Gabriela Prioli e o afastamento de Mari Palma e Phelipe Siani do comando do "Live CNN" devido à uma suspeita de coronavírus.

CNN Brasil%2C em São Paulo arrow-options
Divulgação
CNN Brasil, em São Paulo


Nesta segunda-feira (30), a  CNN Brasil informou que o programa das 10h, "Live CNN", não teria a participação dos dois apresentadores Mari Palma e Phelipe Siani, pois a apresentadora está com sintomas do novo coronavírus, covid-19, desde a noite da última sexta-feira (27).

Apesar de não apresentar nenhum sintoma, o parceiro de trabalho e de vida também teve que deixar o comando da atração, pois convive e mora com a jornalista e, por isso, segue em isolamento por orientações médicas.


Demissão

Além disso, já teve funcionário pedindo demissão da emissora, como foi o caso da comentarista Gabriela Prioli que anunciou sua saída do quadro "Grande Debate" apresentado por Reinaldo Gottino. Em seu Twitter, a advogada justificou que um episódio que lhe causou "constrangimento" foi o motivo para a sua decisão.

“Não posso legitimar que o achismo seja equiparado ao conhecimento científico nem contribuir para acirrar a polarização”, escreveu ela em seu perfil. No começo da atração, Prioli debatia com Caio Coppola, que foi posteriormente foi substituído por Tomé Abduch.


Gafes ao vivo

A emissora também já adicionou gafes ao portfólio. A jornalista Luiza Muttoni reportou como morto um paciente que , segundo o texto lido por ela anteriormente, ainda estava internado na UTI do Rio de Janeiro.

"Aqui no Rio de Janeiro, são 63 casos confirmados de coronavírus, e um destes casos é um caso grave de um médico de 65 anos que segue internado em um hospital particular da zona norte da cidade. Ele morreu na noite da última terça-feira em Niterói, na região metropolitana, em decorrência de uma pneumonia e também de uma infecção generalizada. Segundo o último boletim médico, este paciente apresentou melhora discreta no quadro de saúde, mas ainda segue internado na UTI e sem previsão de alta", disse ela.


Mas, não foi só isso. No último dia 19, a jornalista Basília Rodrigues se atrapalhou ao afirmar e reafirmar que o Chile e o Equador não faziam parte da América do Sul durante o programa “Breaking News”, da CNN Brasil . Os internautas não perdoaram e comentaram o caso nas redes sociais. 



    Veja Também

      Mostrar mais