Desde a morte de Gugu Liberato, em 21 de novembro de 2019, após um acidente doméstico na sua casa nos Estados Unidos, a família vive uma disputa judicial com Rose Miriam di Matteo , mãe dos filhos dele, por causa da herança. Maria do Céu , mãe do apresentador, resolveu falar do assunto em entrevista ao “Fantástico” no último domingo (2).

Leia também: "Nunca vou perdoar a Rose por ter mentido para mim", diz mãe de Gugu Liberato

Maria do Céu arrow-options
Reprodução/Globo
Maria do Céu falou da relação de Gugu com Rose


No testamento deixado por Gugu , 75% do seu patrimônio – estimado em R$ 1 bilhão – deve ser destinado aos filhos e os 25% restantes deve ser distribuído aos cinco sobrinhos. O apresentador também deixou uma pensão vitalícia de mais de R$ 160 mil para a mãe. Agora, Rose, que não foi citada no testamento, quer provar que tinha uma união estável com pai dos seus filhos e está pleiteando metade dos bens.

Leia também: Família de Gugu quer expulsar irmão de viúva da casa nos EUA

“Durante toda a vida de Gugu, Rose foi a esposa, a mulher, a companheira, a mãe de seus filhos, somente após a abertura do testamento é que nós começamos a ouvir essa história de amiga. Isso é de uma desumanidade total”, afirmou Nelson Wilians, advogado de Rose ao “Fantástico”.

Maria do Céu apresentou outra versão da história e garantiu: “Ele nunca teve nada com ela, ela vivia completamente separada dele. Eles nunca tiveram nada um com o outro, isso eu afirmo e juro porque eu sei”. A mãe de Gugu ainda disse que o filho sempre deu tudo o que Rose pedia e deixou uma “bela casa em Alphaville” para ela. A defesa da mãe dos filhos de Gugu diz que ela passou a casa para o nome dos filhos.

Testamento contestado 

O testamento de Gugu foi lido após seu enterro e, na hora, não gerou discussão entre os envolvidos. “[Rose] ouviu o testamento junto com a suas filhas, com o João, seu filho, com toda família, e concordou com os termos. Pediu harmonia da família, fez até um discurso bonito para todos”, contou Carlos Regina, advogado da família Liberato.

Ainda segundo Carlos, “o testamento foi lido por volta das 16h e por volta das 20h ou 21h Rose estava na casa de outro advogado, levada pelo seu irmão para contestar o testamento”. Os advogados pretendem apresentar um documento assinado em 2011 por Gugu e Rose que prova que eles sempre foram só amigos e não tinham uma união estável. O advogado de Rose disse que ela assinou um documento quando estava em um hospital com depressão, mas não lembra dos detalhes.

Leia também: Abusou da hospitalidade: filho de Gugu quer expulsar tio de casa nos EUA

Durante a entrevista, os advogados da família Liberato também disseram que é mentira que João Augusto teria feito um Boletim de Ocorrência (B.O.) contra a mãe e confirmaram que os filhos estariam revoltados com a presença do tio, Gianfrancesco Di Matteo, na casa em que vivem nos Estados Unidos, já que ele teria se mudado para lá e está dormindo no quarto que era de Gugu .  

    Veja Também

      Mostrar mais