O governo de Jair Bolsonaro destinou R$ 4,3 milhões para propagandas em programas. Sendo 91% cedidos para a Record , Band e SBT fazerem propagandas para a reforma da Previdência. A Globo não recebeu nenhum investimento. Confira abaixo quanto cada apresentador recebeu.

Leia também: TCU investiga se Secom distribuiu verbas com critérios políticos

Jair Bolsonaro no programa do Ratinho arrow-options
Gabriel Cardoso/SBT
Jair Bolsonaro no programa do Ratinho


De acordo com a Folha de São Paulo , na Record, os maiores investimentos foram para o "Hoje em Dia", de César Filho e Ana Hickmann (R$ 983 mil por cinco inserções).

No SBT, a negociação foi feita com os programas da  Eliana (R$ 269 mil por um testemunhal), "Operação Mesquita", de Otávio Mesquita (R$ 218 mil por três declarações), e do Ratinho (R$ 915 mil por quatro elogios).

Leia também: Após provocações de Carlos Bolsonaro, Thammy Miranda afirma: "Ele correu"

Na Band, Datena, do programa "Brasil Urgente", escolhido com frequência por Bolsonaro para entrevistas. Acredita-se que ele tenha recebido R$ 331 mil no total. O comentário de Milton neves no "Terceiro Tempo" teria custado R$ 119 mil ao governo.

A Rede TV! também teria entrado na negociação. Foram destinados R$ 153 mil para o "Luciana by Night", de Luciana Gimenez, e R$ 290 mil para o 'Mega Senha", de Marcelo de Carvalho.

Leia também: Ilegal? Globo tem prejuízo milionário gerado pelo governo Bolsonaro, diz jornal

Já a Globo não recebeu nenhum incentivo por parte do governo.

Não há ilegalidade na contratação de artistas ou jornalistas para fazer merchandising na TV, mas o TCU investiga a distribuição da Secom entre as TVs.


    Veja Também

      Mostrar mais