Tamanho do texto

Novela que, a princípio, mostraria a saga dos refugiados sírios, chega ao fim nesta semana com público decepcionado e sem deixar saudades

"Órfãos da Terra" terá seu último capítulo exibido nesta sexta-feira (27), na Globo , e o sentimento é mais de expectativa pela próxima trama, "Éramos Seis", que estreará na próxima segunda-feira (30), do que de saudades pela que está partindo.

Laila, Jamil e Dalila arrow-options
TV Globo/Paulo Belote
Laila, Jamil e Dalila


A novela, que chegou às telas globais em abril deste ano, trouxe à tona uma questão muito importante a ser discutida, os refugiados. No entanto, parece que " Órfãos da Terra " acabou se perdendo no meio do caminho e deixando a narrativa de lado.

Para começar, a história girava em torno da questão de pessoas que fogem para o Brasil, os refugiados, por conta de guerras em seus respectivos países. Esse era o caso de Laila, interpretada por Julia Dalavia, e sua família. A jovem foge da guerra civil em que a Síria se encontra e passa a viver em terras brasileiras.

No entanto, o drama que as pessoas vivem nesse tipo de situação (vivem, inclusive, na vida real), parou de ser relatado no momento em que a moça reencontra Jamil, vivido por Renato Góes, e os dois finalmente se permitem viver a paixão que sentem um pelo outro.

A partir daí, os dois vivem em função do próprio romance, claro, e a novela que mostraria os conflitos e as dificuldades dos povos refugiados desanda. O casal protagonista vive os maiores dramas, dificuldades, obstáculos e, claro, alegrias, e é só isso que o público assistiu.

Tudo girou em torno de Laila e Jamil, o que naturalmente aconteceria, já que os dois eram os protagonistas, e a narrativa inicial foi se perdendo, já que a maior dificuldade dos dois, agora no Brasil, era se esconder do sheik Aziz Abdallah (Herson Capri), a quem Laila foi prometida em casamento por conta de uma dívida.

Depois da morte de Aziz, é Dalila (Alice Wegmann) quem assume o posto de grande vilã no lugar do pai, e aí tudo se perdeu mais um pouco. Destruir o casal se tornou a grande obsessão da muçulmana, assim como destruir a vida de Laila.

Dalila (Alice Wegmann), Laila (Julia Dalavia) e Jamil (Renato Góes) arrow-options
TV Globo/Victor Pollak
Dalila (Alice Wegmann), Laila (Julia Dalavia) e Jamil (Renato Góes)


E qual é o motivo para essa vingança? A vilã jurava que Jamil havia prometido que se casaria com ela e descumpriu a tal promessa. No entanto, quem fez o tal juramento foi Aziz, muito antes de morrer. É claro que o protagonista rejeitaria a vilã, já que era apaixonado por outra mulher.

Então, Dalila moveu céus e terras para destruir a rival. Sequestrou o filho dela, tentou matá-la com um tiro, colocou veneno em um prato de comida, sabotou o food truck de Missade (Ana Cecília Costa), mãe dela, e obviamente usou todos os seus capangas para tentar matar a moça.

O fato é que a vilã tinha olhos e ouvidos em todos os lugares, até nos locais mais inesperados da novela . Era impressionante como a loira sabia de tudo, ouvia tudo e descobria tudo. E, claro, tinha um capanga em cada canto. Bizarro, né?

Outra trama que deixou o público confuso e até triste foi a de Davi (Vitor Thiré). O rapaz, que morava em Israel e era do exército israelense, viajou para o Brasil com a intenção de visitar a família e passar um tempo com eles.

Então, ele acaba conhecendo Cibele (Guilhermina Libanio) e se apaixona pela decentente de sírios. Os dois viveram um tórrido romance e, no auge da paixão, ele volta para Israel. Poucos dias depois, a família e a namorada recebem a notícia de que ele morreu durante um confronto do exército.

O que deixou os telespectadores do folhetim da Globo depecionados foi o fato do rapaz morrer na trama da mesma forma que veio: repentinamente. Quando o romance com Cibele começou a realmente engatar e o casal começou a cair no gosto do público, tudo se acabou.

E esses foram apenas poucos exemplos de como a história de " Órfãos da Terra " foi se perdendo ao longo dos quase sete meses em que foi exibida na emissora.