Tamanho do texto

Walcyr Carrasco está usando um tema comum entre os autores e mostra o romance proibido entre Maria da Paz e Amadeu em "A Dona do Pedaço"; veja

O primeiro capítulo de "A Dona do Pedaço" superou as expectativas do público e, através do amor proibido entre Maria da Paz (Juliana Paes) e Amadeu (Marcos Palmeiras), a trama mostrou a briga entre os Ramirez, família de Maria, e os Matheus, família de Amadeu. Os dois se conheceram e nem imaginavam que pertenciam a famílias inimigas, mas não desistem do amor.

Leia também: “A Dona do Pedaço” apresenta folhetim clássico na estreia

Maria da Paz e Amadeu
Reprodução
Maria da Paz e Amadeu vivem um amor proibido em "A Dona do Pedaço"


Os dois decidem subir ao altar achando que conseguiriam selar a paz entre as duas famílias através de um pacto feito em " A Dona do Pedaço ", mas, no meio do casamento, Amadeu leva um tiro e Maria da Paz precisa fugir para São Paulo após ser jurada de morte pelos Matheus.

Apostar em um romance proibido pode ser um tiro certeiro de Walcyr Carrasco, autor da trama. Pelo menos em outras novelas o tema, em geral, foi bem aceito pelo público. Confira:

Laila e Jamil

Jamil e Laila
TV Globo/Paulo Belote
Jamil e Laila de "Órfãos da Terra"-

Atualmente no ar, "Órfãos da Terra" também em sua história de romance proibido. Laila, interpretada por Julia Dalavia, e Jamil, vivido por Renato Góes, se conheceram em um campo de refugiados, onde a jovem está enquanto não viaja para o Brasil após perder tudo na guerra.

Como a moça engravidou do rapaz sem ser casada, o pai dela, Elias (Marco Ricca) não aceita o romance e expulsa a filha de casa, mas pouco tempo depois muda de ideia e até permite que Laila e Jamil se casem.

Jade e Lucas

Jade e Lucas
Divulgação/TV Globo
Jade e Lucas em "O Clone"


Um dos casais mais inesquecíveis da TV brasileira é Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício) em “O Clone”. A jovem marroquina e o brasileiro se apaixonam, mas são impedidos de ficarem juntos por conta da origem dela, que passou por cima de tudo para tentar ficar com seu grande amor, mesmo perdendo o contato com o rapaz.

Os dois ficam longos anos afastados, se casam com outras pessoas, têm seus filhos, mas o destino faz com que eles se reencontrem e, no final da novela , acabam juntos.

Maya e Bahuan

Maya e Bahuan
Divulgação/TV Globo
Maya e Bahuan em "Caminho das Índias"


Em “Caminho das Índias”, Juliana Paes já havia provado sobre o amor proibido , mas dessa vez na pele da indígena Maya. Ela é apaixonada pelo também indígena Bahuan (Marcio Garcia), mas o romance não pode ir para frente porque os dois pertencem a costas diferentes.

Maya é obrigada a se casar com Raj (Rodrigo Lombardi)  que era apaixonado por Duda (Tânia Khalill) e, apesar de ter sido um grande sofrimento no começo, Maya e Raj acabam se apaixonando. Final feliz, mas não para o romance conturbado.

Luciana e Diogo

Diogo e Luciana
Divulgação/TV Globo
Diogo e Luciana em "Mulheres Apaixonadas"


Os primos mais famosos das novelas também entram na nossa lista. Diogo, personagem vivido por Rodrigo Santoro) e Luciana, interpretada por Camila Pitanga cresceram juntos, afinal, eram primos, mas o que eles não imaginavam era que a paixãozinha de infância se tornaria um grande amor que não era aprovada pela família por conta do parentesco deles.

Leia também: Novelas: relembre as dez cenas mais marcantes dos últimos tempos

Apesar das dificuldades e do tempo que passaram separados, se envolvendo com outras pessoas, eles nunca desistiram e conseguiram ficar juntos no final de "Mulheres Apaixonadas".

Helena e Laerte

Laerte e Helena
Reprodução/Globo
Laerte e Helena em "Em Família"


Já em "Em Família", Helena (Julia Lammertz) e Larte (Gabriel Braga Nunes) também vivem um relacionamento proibido desde quando eram pequenos por conta dos laços de sangue. Os dois eram primos, mas começaram uma paquera inocente ainda na infância, o que foi crescendo cada vez mais.

Com o passar dos anos o romance se encaminhava para algo cada vez mais sério, mesmo com a família se esforçando para separar os pombinhos. O tempo e o temperamento difícil de Laerte separa os dois, e quem se apaixonada pelo rapaz é Luiza (Bruna Marquezine) filha de Helena com o marido, Virgílio, vivido por Humberto Martins, e eles acaba, juntos.

Alice e Renato

Alice e Renato
TV Globo/ Sergio Zalis
Alice e Renato em "Os Dias Eram Assim"


O amor de Alice, personagem de Sophie Charlotte em "Os Dias Eram Assim", e Renato, vivido por Renato Góes, virou proibido porque a jovem era de uma família conservadora, enquanto o rapaz ia para as ruas pedir Diretas Já na época da Ditadura. A jovem batia de frente com as ideias do pai, Arnaldo (Antonio Calloni), empreiteiro apoiador do regime vigente e que executava obras para o Governo, e ele conseguiu separar a filha do seu grande amor.

Alice reatou com ex-namorado Vitor (Daniel de Oliveira), que ajudou Arnaldo a separar a jovem de Renato, e fez ela acreditar que seu amor estava morto, mas depois de muitos anos eles acabaram se reencontrando e terminaram a novela juntos.

Lívia e Felipe

Lívia e Felipe
Estevam Avellar/TV Globo
Lívia e Felipe em "Além do Tempo"

Em “Além do Tempo”, Felipe viu Lívia, personagem de Alinne Moraes, e Melissa, vivida por Paolla Oliveira, disputarem seu amor. Ele, no entanto, se apaixona por Lívia enquanto está noivo de Melissa, mas o romance é proibido pela diferença da classe social dos dois, mas eles acabam juntos.

Angel e Alex

Angel e Alex
Divulgação/TV Globo
Angel e Alex de "Verdades Secretas"


O amor de Angel (Camila Queiroz) e Alex (Rodrigo Lombardi) se apaixonaram em "Verdades Secretas" depois do rapaz conhecer a jovem, que era garota de programa na novela.

Leia também: Cinco pontos para entender como "Órfãos da Terra" virou a melhor novela da Globo

Pelo fato dela trabalhar com ficha rosa, o romance já era algo bem conturbado, mas Alex não desistiu da amada e, para ficar perto dela, começou a namorar com sua mãe. No capítulo final, a mãe de Angel pegou os dois na cama e se matou e a jovem, por sua vez, matou o rapaz, mas esperamos que em " A Dona do Pedaço " as coisas sejam diferentes, não é mesmo?