Tamanho do texto

Novela de Izabel de Oliveira e Paula Amaral tem uma série de eventos a esclarecer antes de terminar seu tempo na grade de programação da Globo

Decolando a audiência da Globo , “Verão 90” está rendendo mais do que suas antecessoras, “O Tempo Não Para” e “Deus Salve o Rei”, quando o assunto é número. Mergulhando os telespectadores em nostalgia, o elenco têm suas fraquezas, mas é na estória escrita por Izabel de Oliveira e Paula Amaral que se encontram os furos, as lacunas não preenchidas.

Leia também: Após vazar um clipe, Jerônimo será desmascarado por João em "Verão 90"

Manuela relata
Reprodução / TV Globo
Isabelle Drummon é uma das protagonistas de "Verão 90"

Prestes a completar cinco meses no ar, “ Verão 90 ” já mostrou muitos desfechos que, em outras tramas da Globo , só poderiam ser vistos no final. A exemplo do casamento de Quinzinho e Dandara, que passaram meses lutando contra o preconceito e tentando fazer o romance acontecer. Porém, ainda têm desfalques no roteiro que precisam ser respondidos.

Leia também: Barraco! Em "Verão 90", Larissa dará surra em Vanessa

A começar por Manuela Renata, interpretada por Isabelle Drummond. A celebridade sempre teve a onipresença da mãe, Lidiane, orbitando ao seu redor. Após um salto no tempo, o convívio da loira em sua residência tornou-se mais frequente e Jofre, seu mascote nos tempos da Patotinha Mágica, se viu presente.

trio protagonista
Divulgação / Rede Globo
Verão 90

O ex-mascote vive em um limbo, onde ele não tem relação amorosa com Lidiane nem laços sanguíneos com a ex-Patotinha. Ele apenas mora com a família, o que coloca em xeque uma questão: onde está e, melhor, quem é o pai de Manu?

Para piorar, os irmãos  Guerreiro, Jerônimo e João, também protagonistas, nunca tiveram a paternidade explicada. Desde o início, quando os personagens ainda eram crianças, nos anos 80, a figura paterna já era substituída por uma mãe, literalmente, “Guerreira”.

Falando na falta de laços e lacunas a serem respondidas, Vanessa, personagem de Camila Queiroz, neste quesito, é a ponta mais fraca. Em destaque na novela , tudo que se sabe é que ela surgiu, inicialmente, como a melhor amiga pobre de Larissa, uma ricaça mimada.

Vanessa e Galdino de
Divulgação / Rede Globo
Vanessa e Galdino de "Verão 90"

Sua história é desconhecida, seus laços inexistentes e sua ligação com o clã mais rico da trama é nulo sem a amizade com Larissa, o que faz com que ela caia, literalmente, de paraquedas na trama, fique avulsa. Por sorte, ela vem brilhando em sua posição.

Já Galdino, é o ponto sem nó da trama de Izabel de Oliveira e Paula Amaral. O personagem é um trambiqueiro que chantageava Jerônimo, para não expôr suas falcatruas, no início de tudo. Com o bad boy consolidado em seu cargo na PopTV e na sociedade elitista, um pequeno burburinho não trincaria sua imagem, principalmente, porque os donos da emissora, os Ferreira Lima, sabem de seu passado. O que coloca a presença dele, totalmente obsoleta e desnecessária.

Com a ascensão de Jerônimo, o personagem virou um assessório de Vanessa, uma espécie de ajudante que não interfere na novela, não interage com outros personagens e não sai da mesma posição desde que a produção começou. Afinal, por que ele ainda está ali?

Verão 90
Divulgação / Rede Globo
Verão 90

Leia também: O amor está no ar! Janaína e Herculano irão morar juntos em "Verão 90"

Por fim, o mais previsível dos furos, porém, o com maior possibilidade de ser preenchido é: a inocência de João, vivido por Rafael Vitti. O personagem foi condenado por um assassinato que não cometeu há meses. Sem aparente luta para contornar a situação, parece que ele se conformou nesta posição e não pretende mudá-la, todavia, ele prometeu a Manu que só voltaria com ela quando resolvesse essa situação, o que deve acontecer no fim de “ Verão 90 ”.