Tamanho do texto

Bruna Marquezine, Giovanna Ewbank, Erasmo Carlos e Nação Zumbi são os destaques do próximo "Altas Horas", que vai ao ar dia 28

No próximo "Altas Horas", sábado, dia 28, o apresentador Serginho Groisman recebe as atrizes Bruna Marquezine e Giovanna Ewbank, o cantor Erasmo Carlos e o grupo Nação Zumbi. Despedindo-se da atual novela das 19h, " Deus Salve o Rei ", Marquezine revelou que tem desejo de trabalhar no exterior e sua relação com o feminismo. 

Leia também: Bruna Marquezine fala de maternidade: "Não deve demorar"

Bruna Marquezine fala sobre sua profissão e feminismo no próximo Altas Horas (28)
Divulgação
Bruna Marquezine fala sobre sua profissão e feminismo no próximo Altas Horas (28)


Bruna Marquezine , que estrelou como atriz na Rede Globo na novela "Mulheres Apaixonadas" (2003), falou sobre o seu futuro na TV e quem sabe também fora do Brasil. onde ela vê que hoje há oportunidades para realizar aquilo que mais gosta. “Eu tenho muita vontade de trabalhar em qualquer lugar do mundo. Acho que um dia, lá atrás, quando as pessoas tinham intenção de trabalhar fora do país, elas tinham que fazer uma pausa na carreira para se dedicarem completamente a trabalhar no exterior (...) Onde eu tiver oportunidade, onde puder fazer personagens bacanas, coisas novas, crescer, eu vou, aqui ou fora", disse. 

A atriz de 22 anos também revelou que não tem o desejo de parar com sua carreira de atriz ou de trabalhar em outro país. Com o fim da novela, Bruna se despede da personagem Catarina e irá tirar férias. Mas, revelou também que logo estará trabalhando. 

Leia também: Em meio a revelações picantes, Gio Ewbank diz que ficaria com Bruna Marquezine

Feminismo e luta contra o preconceito

Outro tema que foi pauta  no programa entre as convidadas foi a luta contra o preconceito racial.  Giovanna Ewbank , mãe de Titi, de 5 anos, juntamente com o marido Bruno Gagliasso, se envolveram recentemente na luta contra o racismo de diversas formas. Questionada por um rapaz na plateia sobre o que Ewbank tem a dizer para as mulheres que lutam contra o machismo, a atriz e agora youtuber disse que as mulheres não devem abaixar a cabeça. 

“Acredito que temos que ajudar e apoiar umas às outras, temos que prestar atenção em tudo o que está acontecendo no mundo. A gente tem que acreditar que pode chegar onde quiser. Não só com machismo, mas com muitas outras questões e preconceitos". 

Leia também: Ex de Neymar agradece presença de Bruna Marquezine em festa de filho

Bruna Marquezine no
Divulgação
Bruna Marquezine no "Altas Horas"

Bruna Marquezine apoiou a fala da amiga, dizendo em seguida que a sua criação não foi feminista e que acha muito importante as meninas se unirem e entenderem o que é ser feminista. “(...) Então, eu aprendo cada dia mais a ser e entender o que é o feminismo. Rapazes, entendam: vocês foram protagonistas por muito tempo, agora é hora de ouvir”, finaliza. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.