Tamanho do texto

Da Copa do Mundo de 2002 para cá! Confira as novelas que estavam no ar, sua audiência e atores que fizeram parte desse universo nesses 16 anos

A Copa do Mundo 2018 chegou! E nós do IG Gente não poderíamos deixar de relembrar as novelas que passaram por esse universo desde que o Brasil foi pentacampeão em 2002.

Leia também:Elas merecem! Seis novelas que deveriam ter continuação

As novelas que estavam no ar desde a Copa do Mundo de 2002
Montagem por reprodução
As novelas que estavam no ar desde a Copa do Mundo de 2002


Durante esses 16 anos muitas vilãs e mocinhas passaram pela televisão brasileira. Personagens que ficaram extremamente marcados na mente do público e outros nem tanto. Diante disso, confira as novelas que estavam no ar durante a Copa do Mundo desde 2002:

Leia também:“Orgulho e Paixão” mostra que investir em núcleos femininos em novelas compensa

Copa do Mundo 2002 (31 de maio – 30 de junho)

“O Clone” (1 de outubro de 2001 a 15 de junho de 2002)

As novelas que estavam no ar desde a Copa do Mundo de 2002
Reprodução
As novelas que estavam no ar desde a Copa do Mundo de 2002

A Copa de 2002 foi uma das poucas que teve duas novelas exibidas durante seu período de jogos. Nos primeiros 15 dias, o compeonato aconteceu junto com os momentos finais e marcantes do grande sucesso de “O Clone”, que ficou no ar de 1 de outubro de 2001 a 15 de junho de 2002.

A novela foi tão acolhida pelo público que seu último capítulo conseguiu atingir a maior audiência de todos os tempos no horário até 2002. O folhetim de Glória Peres alcançou uma média de 62 pontos no Ibope. Na época esse índice representava o recorde histórico do horário, que antes havia sido conquistado por "Laços de Família", de Manoel Carlos, com 59 pontos.

A trama contou com atuações de Murilo Benício, Giovanna Antonelli, como casal principal e outros atores como: Vera Fischer, Stênio Garcia, Juca de Oliveira, Reginaldo Faria, Dalton Vigh e Daniela Escobar.

Leia também:Novelas da Globo buscam inovação inspiradas em romances e séries

“Esperança” (17 de junho de 2002 a 15 de fevereiro de 2003)

As novelas que estavam no ar desde a Copa do Mundo de 2002
Divulgação
As novelas que estavam no ar desde a Copa do Mundo de 2002

Já “Esperança” que teve seu início em 17 de junho de 2002, acompanhou as etapas finais dos jogos até o momento emocionante em que o Brasil se tornou pentacampeão do torneio ao vencer a Alemanha na final por 2x0, em Yokohama.

A novela que contou com nomes como Priscila Fantin, Reynaldo Gianecchini, Fernanda Montenegro, Antônio Fagundes, Ana Paula Arósio, Maria Fernanda Cândido, Gabriela Duarte, José Mayer, Raul Cortez, Simone Spoladore, Laura Cardoso, Giselle Itié e Eva Wilma, foi escrita primeiramente por Benedito Ruy Barbosa até o capítulo 149 e depois passou a ser escrita por Walcyr Carrasco.

No entanto, ao contrário de “O Clone”, a trama teve pouca audiência e não obteve tanto sucesso, se tornando um grande problema para a emissora, já que foi marcada por um afastamento de seu autor primordial e por uma briga nos bastidores envolvendo Benedito e Walcyr.

A trama contava a história de amor dos italianos Toni (Reynaldo Gianecchini) e Maria (Priscila Fantin), na década de 1930, além de abordar outros temas como ciclo do café e o cenário sócio politico da época. A novela permaneceu no ar até 15 de fevereiro de 2003.

Leia também: Em entrevista a Globo motorista diz que se informou pela Band News

Copa do Mundo 2006 (9 de junho – 9 de julho)

“Belíssima” (7 de novembro de 2005 a 8 de julho de 2006)

Bia Falcão (Fernanda Montenegro) retorna viva, para surpresa de Júlia (Glória Pires) em
TV Globo
Bia Falcão (Fernanda Montenegro) retorna viva, para surpresa de Júlia (Glória Pires) em "Belíssima"

Ah, e quem não se lembra de Fernanda Montenegro como a poderosa e milionária vilã Bia Falcão? A personagem da atriz era tão adorada na trama, que Silvio de Abreu decidiu trazê-la de volta à trama mesmo depois de sua falsa morte.

“Belíssima” teve uma repercussão tão boa que em meios aos momentos finais da Copa do Mundo 2006, cravou o pico de 66 pontos de audiência em seu penúltimo capítulo. O autor, inclusive, chegou a divulgar o último capítulo com diversos finais, para deixar o público ainda mais curioso.

Além de Fernanda Montenegro a novela ainda contou com Glória Pires, Tony Ramos, Fernanda Montenegro, Cláudia Abreu, Marcello Antony, Lima Duarte, Irene Ravache, e Cláudia Raia nos papéis principais.

Diante de tanto sucesso, a Globo Marcas lançou uma linha de lingeries com o nome da novela. A trama teve tanto prestígio que está passando novamente em “Vale A Pena Ver De Novo”. Inclusive, “Belíssima” trouxe o maior ibope em quatro anos para o horário de reprises da Rede Globo .

Leia também:Cinco vezes que jornalistas da Globo demonstraram preferências partidárias

Copa do Mundo 2010 (11 de junho – 11 de julho)

“Passione” (17 de maio de 2010 a 15 de janeiro de 2011)

As novelas que estavam no ar desde a Copa do Mundo de 2002
Divulgação
As novelas que estavam no ar desde a Copa do Mundo de 2002

A novela que tinha uma vilãzona como protagonista foi composta por um quadro de excelentes atores como Mariana Ximenes, Tony Ramos, Fernanda Montenegro, Reynaldo Gianecchini, Carolina Dieckmann, Rodrigo Lombardi e Marcello Antony. Com um bom enredo a trama teve grandes sacadas que prendeu a atenção do público.

"Passione" que entrava no ar há oito anos, estreou como um dramalhão tradicional brasileiro. No entanto, já que mortes inesperadas começaram a aparecer, a trama praticamente passou de drama a suspense. A história que girava em torno de descobrir quem era o responsável pelas mortes, durou até o último capítulo, quando foi revelado que a grande vilã era Clara (Mariana Ximenes).

De fato, a novela que começou em 17 de maio, um pouco menos que um mês antes da abertura da Copa, só decolou mesmo após a morte de Saulo (Werner Schünemann), amante de Clara, entrando na margem de audiência exigida pela Globo na época. Mas, na média geral, a trama registrou 35,3 no Ibope, um resultado considerado baixo para o horário.

Leia também:Apresentadores da Globo se irritam com pichação em "homenagem" ao É o Tchan

Copa do Mundo 2014 (12 de junho – 13 de julho)

“Em Família” (3 de fevereiro de 2014 a 18 de julho de 2014)

As novelas que estavam no ar desde a Copa do Mundo de 2002
Divulgação
As novelas que estavam no ar desde a Copa do Mundo de 2002

Formada por uam história de fases, em que mostra os personagens crescendo ao longo do enredo, “Em Família”, de Manoel Carlos, que teve início em 3 de fevereiro de 2014, foi considerada um dos maiores fracassos de audiência no horário das 21h na Rede Globo.

Assim como a final da Copa do Mundo 2014, a novela não gerou uma boa lembrança ao público. O papel de Bruma Marquezine foi uma dos mais confusos e sem graça, assim como  Laerte (Gabriel Braga Nunes), seu par romântico.

Um dos pontos que fez com que a trama fosse criticada foi a questão da ausência de um vilão poderoso. Apesar das tentativas, essa foi uma característica que falhou na trama de Manoel Carlos. Contudo, Laerte que no começo da trama era um bom moço e depois teve traços de mal, mesmo assim não conseguiu segurar um título de vilão odiado.

“Em Família” ainda era composta por capítulos com cenas monótonas que não prendiam a atenção do público. Sem personagens cativantes, a novela teve tão pouca audiência que logo na primeira fase a Rede Globo precisou encurta-la.

A novela, inclusive, terminou em 18 de julho de 2014, cinco dias após o final da copa, com um Ibope baixíssimo para o horário exibido, 34,8 pontos. A reputação da trama ficou tão desconstruída que o público afirmou que a novela não deixou saudades nenhuma. Assim como o 7x1 que tomamos da Alemanha.

Leia também:“Segundo Sol” é a nova “Avenida Brasil”? Veja as semelhanças

Copa do Mundo 2018 (14 de junho – 15 de julho)

“Segundo sol” (desde 14 de maio de 2018)

Cenas marcantes de
Divulgação / Rede Globo
Cenas marcantes de "Segundo Sol"

Aparentemente “Segundo Sol” está se sobressaindo e conquistando o público. A novela teve a maior audiência do horário no primeiro mês em cinco anos. Segundo dados da Grande São Paulo, a trama das 21hr marcou uma média de 31,6 pontos em seu primeiro mês no ar. 

A novela, inclusive, está sendo comparada com “Avenida Brasil”, que foi um dos maiores sucessos da Rede Globo , por trazer novamente Adriana Esteves como vilã. Além disso, a trama ainda traz outras semelhanças entre as novelas que tem o mesmo autor, João Emanuel Carneiro.

“Segundo Sol”, que teve início em 14 de maio e vai acompanhar diariamente os jogos da Copa do Mundo 2018 , também conta com um excelente elenco, entre eles estão: Giovanna Antonelli, Emilio Dantas, Deborah Secco, Fabrício Boliveira, Fabiula Nascimento, Vladimir Brichta e Luisa Arraes. Agora só nos resta torcer para que a novela traga sorte rumo ao hexa. Vai Brasil!