Tamanho do texto

Nathalia Dill que já passou por diversas experiências, desde mocinhas a vilãs, se destaca agora com personagem empoderada e corajosa na novela das 18h

Desde que estreou na televisão em “Malhação” em 2007, com a personagem Débora, Nathalia Dill já passou por diversas experiências, desde mocinhas a vilãs. A atriz que é lembrada por trabalhos como a Santinha em “Paraíso” e Viviane/Vitória em “Escrito nas Estrelas” –personagem que lhe rendeu o prêmio de melhor atriz do ano no Prêmio Extra – se destaca atualmente em um papel empoderado.

Leia também:“Orgulho e Paixão” cativa com atrizes veteranas em forma e bons coadjuvantes

Nathalia Dill se destaca com personagem de personalidade forte em
Divulgação
Nathalia Dill se destaca com personagem de personalidade forte em "Orgulho e Paixão"


Baseada nas obras da escritora inglesa Jane Austen, “ Orgulho & Paixão ” traz os atores Nathalia Dill e Thiago Lacerda como o casal de protagonistas. Na trama histórica, a atriz vive Elisabeta Benedito – uma mulher determinada que contém pensamentos à frente do seu tempo e possui um temperamento forte que a diferencia de todas as moças da sua época.

Leia também:Os cliques mais sexy de Bruna Griphão, destaque de "Orgulho e Paixão"

Elisabeta é a mais velha – e mais rebelde – de cinco irmãs. Com uma história que se passa nos anos 1920, a trama mostra o conceito de vida em uma região rica em café no interior de São Paulo e contempla o cenário em torno das cinco irmãs, que possuem costumes bem diferentes uma das outras.

Nathalia Dill se destaca com personagem de personalidade forte em
Divulgação
Nathalia Dill se destaca com personagem de personalidade forte em "Orgulho e Paixão"

Mesmo sendo a “rebelde” da família, a jovem ainda mostra uma relação extremamente bonita com seus pais. O casal que entende a filha de formas completamente diferentes – já que Ofélia (Vera Holtz) não compreende os posicionamentos da moça e Felisberto (Tato Gabus) admira o jeito corajoso e revolucionário dela – não deixa de demostrar amor mesmo perante as dificuldades.

A novela que está ganhando grande prestígio do público brasileiro tem em seus destaques uma época em que o casamento era a única maneira que as mulheres encontravam para sobreviver. Trazendo questionamentos importantes na história do feminismo na sociedade.

Repleta de valores, Nathalia Dill vive a protagonista – uma mulher que nasceu para viver inteiramente o mundo e mostrar seus sonhos. Uma moça que, mais do que tudo, ama estar viva. Dona de uma personalidade forte e marcante, ela se destaca por não concordar com o fato de que a mulher precisa casar para ter uma vida bem sucedida.

Leia também:Com tensão e ótimas atuações, “Onde Nascem os Fortes” tem boa estreia na Globo

Sendo uma personagem de época, mas que vive totalmente à frente de seu tempo, Elesabeta é mulher encantadora e, ao mesmo tempo, revolucionária. Com uma versão abrasileirada, que traz no enredo um toque engraçado, a novela chega à televisão com a responsabilidade de mostrar o quanto esses indícios de coragem foram consequentes da importante evolução que vivemos.

Contar esse tipo de história nos dias de hoje tem mais que um papel de grande importância. Tem essência e valor. Em tempos em que o feminismo está ganhando cada vez mais espaço é marcante vermos o progresso que o movimento e as causas sociais tomaram desde o início século passado.

Leia também: O passado condena? Capas de revistas antigas que são pura vergonha alheia

Nathalia como Elisabeta ou Elisabeta como Nathalia?

Nathalia Dill se destaca com personagem de personalidade forte em
Divulgação
Nathalia Dill se destaca com personagem de personalidade forte em "Orgulho e Paixão"

A personagem é o tipo de mulher que representa força, delicadeza, sonho e amor. Mas mais do que tudo isso, ela mostra a “guerreira” que existe dentro de cada uma. Bem humorada, corajosa e, ao mesmo tempo, doce, Nathalia vive um papel que reúne as mais diversas qualidades de uma mulher – grande parte que a própria atriz possui.

Elisabeta é uma personagem que se entrega espontaneamente à vida e está sempre atenta às oportunidades que surgem. Tornando-se claramente uma personalidade que se encaixa perfeitamente nas atuações da atriz, que consegue passar tranquilamente a imagem proposta ao público.

Leia também: Thiago Fragoso se afasta de “O Outro Lado do Paraíso" por problemas de saúde

Diante de toda essa vivacidade que a moça do interior possui é possível perceber que a atriz está sempre “no clima” transbordando dedicação e profissionalismo. Apesar de ser um papel desafiador, por todo o peso e contexto que carrega, Nathalia prova diariamente que consegue levar a personagem com um ótimo ritmo.

Sendo religiosa e possuindo uma reflexão mais elaborada que suas irmãs, a personagem não tem medo de ser contra os posicionamentos que a época propõe e não se permite estar em uma posição confortável, como as outras moças de sua idade. E, o fato de ela lutar por seus desejos, contrariando os diálogos impostos, a faz uma personagem altamente gloriosa.

Leia também: Ellen Rocche se destaca na TV e vive o melhor momento da sua carreira

Um protagonismo que gera um favoritismo

Nathalia Dill se destaca com personagem de personalidade forte em
Divulgação
Nathalia Dill se destaca com personagem de personalidade forte em "Orgulho e Paixão"

É inevitável que a atriz esteja vivendo um período muito positivo em sua vida profissional – privilégio que só está a aumentar com Elisabeta. Com um contexto forte que a distingue de outros personagens que a atriz já protagonizou, Nathalia está mostrando grande eficiência nas telinhas e gerando um favoritismo do público.

Com cenas marcantes como quando apareceu com trajes masculinos em um baile, ela não tem medo de contrariar as normas e ser quem realmente é. Em uma novela que envolve mais sentimento do que jogo de cintura, Nathalia que apesar de mostrar um pouco dela mesma, não deixa de passar a mensagem respeitável que o texto propõe.

Leia também: Comportamento, estética e mais: novelas mantêm tradição de influenciar sociedade

Mostrando o início dos tempos em que as mulheres deixaram os casamentos arranjados e passaram a sair de suas casas para trabalharem e buscarem de seus objetivos por contra própria, Nathalia vive um papel inspirador, em que Elisabeta é praticamente uma pioneira do feminismo. Preservando, portanto, a essência da obra de Jane Austen - que inspira a novela.

Nathalia Dill deixa evidente que questionar a posição da mulher na sociedade na época da novela é tão importante quanto o momento que vivemos na atualidade. Com a responsabilidade de representar não só a mocinha, mas todas as mulheres, a atriz enfatiza por meio de sua personagem que mesmo em momentos que a visão da sociedade ao papel feminino ainda é machista, a mulher tem seu valor e total liberdade para fazer suas escolhas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas