Tamanho do texto

"Pega Pega" quebrou sequência de boas histórias às 19h e fez o caminho oposto de “A Força do Querer”, sucesso no horário nobre

Altos e baixos. É assim com todo mundo, inclusive com as novelas da Rede Globo . A emissora vinha sofrendo nos últimos anos com seguidos fracassos no horário nobre. “A Lei do Amor”, “Velho Chico”, “A Regra do Jogo” e “Babilônia”, que começou em 2015, foram decepções e amargaram a audiência. Foi só este ano, com a chegada de “ A Força do Querer ”, que esse quadro mudou. A novela de Glória Perez fez imenso sucesso e deu novo fôlego para o horário. Na faixa das 19h, porém, tudo estava bem até a chegada de “Pega Pega”.

Leia também: “Pega Pega” vai falar de ética da perspectiva das pessoas comuns, diz autora

Casal sem graça de protagonistas foi apenas uma das muitas críticas que
Divulgação/TV Globo
Casal sem graça de protagonistas foi apenas uma das muitas críticas que "Pega Pega" recebeu ao longo de sua exibição

Fazendo o caminho oposto das 21h, as novelas das sete vinham em uma ascendente. Desde “I Love Paraisópolis” em 2015, a audiência tem aumentado a cada novela , como “Totalmente Demais”, “Haja Coração” e “Rock Story”, todas com média de audiência superando os 25 pontos. Verdade seja dita, “ Pega Pega ” não tem má audiência e mantém uma média de 25 pontos também, por vezes superando “O Outro Lado do Paraíso”, que ainda não mostrou a que veio. Porém, a novela não causou impacto nenhum e provavelmente não será lembrada daqui um tempo.

Leia também: Conheça o elenco de "Deus Salve o Rei", próxima novela das 19h

Promessas

Em entrevista antes da estreia da novela, a autora Claudia Souto comentou que seu principal pilar para escrever o folhetim é a humanidade. Essa característica até que se confirmou, mas a “leveza e bom-humor” também prometidos não. Leve até é, mas sem graça e sem interesse. As histórias não tem profundidade e os personagens principais acabam caindo facilmente no maniqueísmo.

Não à toa, a divulgação para a próxima novela, " Deus Salve o Rei " começou cedo. Desde que Bruna Marquezine e Marina Ruy Barbosa começaram a preparação, o burburinho sobre o novo folhetim foi logo potencializado pela própria emissora, que divulgou fotos do elenco caracterizado, convidou pessoas para visitar o set, e fez o que pôde para abafar a crise nos bastidores que surgiram quando Renato Góes, então protagonista, abandonou as gravações da novela. A emissora tem apostado forte na sucessora de “Pega Pega”, que já tem seu fracasso sacramentado.

Final

Divulgação/TV Globo
"Pega Pega" é esquecível e vai terminar como um fracasso fora da curva no horário das 19h

A partir de dezembro “Pega Pega”  entra em seu mês final, o que significa que as tramas vão se encaminhando para o desfecho. Porém, pouco tem para ser concluído. A novela girou em torno do roubo do hotel, que aconteceu logo na primeira semana, e se arrastou até agora sem eficiência. Antônia (Vanessa Giácomo) e Domênico (Marcos Veras) são investigadores medianos e os ladrões pouco fazem sem o líder Malagueta ( Marcelo Serrado ).

E, por mais que tenha prometido que as escolhas dos personagens teriam consequências, a autora tem tirado a responsabilidade do roubo da maioria deles, tornando-os “do bem”, enquanto somente um se mantém como vilão. Sobra, então, o “mistério” da morte da ex-mulher de Eric (Mateus Solano). A história, que segue a linha do “quem matou”, também paira desde o início do folhetim, ainda sem resposta. Mas, como sabemos que o protagonista mocinho não matou a esposa, e por se tratar de uma história do passado, a ansiedade para descobrir não é tão grande.

Pega Pega ” começou promissora, com bom elenco e um estilo de história pouco explorado. Porém, vai chegar ao fim sem ter mostrado a que veio de verdade.

Leia também: Por que “Novo Mundo” deu certo e “Pega Pega” deu errado?

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.