Tamanho do texto

No ar desde 1983, o "Vídeo Show" enfrenta crise de audiência e procura o caminho para voltar a cativar o público que perdeu nos últimos anos

A Globo parece não encontrar a fórmula para reavivar o interesse do público pelo "Vídeo Show". Apesar de estar cada vez mais tempo no ar - tem sido exibido das 14h às 15h15 - o programa perde praticamente todo dia em São Paulo para o quadro "A Hora da Venenosa" , do "Balanço Geral", da Record. A impressão é que quem está em casa desistiu da atração.

Leia mais: "Video Show" melhora conteúdo, mas falta identidade

Joaquim Lopes e Otaviano Costa na bancada do
Cristina Cople/Globo
Joaquim Lopes e Otaviano Costa na bancada do "Vídeo Show"


A emissora já implantou um rodízio de apresentadores - colocando até a imprevisível Susana Vieira ao vivo às quintas-feiras - voltou com quadros já conhecidos como o "Falha Nossa" e até aumentou a duração do "Novelão" com sua coringa  "Avenida Brasil", parecendo um bloco do "Vale a Pena Ver de Novo", só que mesmo assim a audiência  do " Vídeo Show " não reage.

Leia mais:  Com "Video Show" em baixa, Globo estica "Jornal Hoje"

Nem a presença de Angélica e Luciano Huck conseguiu elevar os índices, no fim do ano passado
Divulgação/Globo
Nem a presença de Angélica e Luciano Huck conseguiu elevar os índices, no fim do ano passado

O principal problema é que tudo parece muito "jogado" no programa. "TV é hábito", já dizia José Bonifácio de Oliveira Sobrinho , o Boni , ex-diretor geral da Globo, mas é difícil prever o que passa na atração - tirando o "Novelão", que é diário e mesmo assim nem sempre começa na mesma hora, nunca se sabe quando os quadros irão ao ar. Falta regularidade para prender a atenção.

Leia mais:  Rafael Cortez defende: "O 'Video Show' não baixa o nível"

Monica Iozzi também faz falta. Há um ano, ninguém que passou pela bancada conseguiu substituí-la à altura ao lado de Otaviano Costa , e as brincadeiras quase nonsense dos dois deram lugar à leitura do teleprompter, com pouca espontaneidade. A longa duração sem atrativos dispersa o telespectador. Chamadas ao longo da programação com o anúncio do que iria ao ar fazem falta pois, se soubesse o que pode esperar, talvez quem está em casa reservasse um tempinho após o almoço para ficar em frente à TV.

Susana Vieira foi escalada para tentar alavancar os índices
Reprodução/TV Globo
Susana Vieira foi escalada para tentar alavancar os índices


Claro que o problema não é de agora, só vem se agravando - já acontecia ainda com a dupla André Marques e Ana Furtado , há cinco anos, depois com a mal sucedida passagem de Zeca Camargo e com a atual conjuntura.  Prestes a completar 34 anos no ar, o "Vídeo Show" precisa se redescobrir e superar definitivamente a "crise dos 30" em que mergulhou.