Tamanho do texto

Emissoras encontraram nichos de audiência e apostaram em novelas que agradassem a esse público, conquistando números importantes de audiência

SBT e Record cansaram de bater de frente com a Globo na produção de novelas - contemporâneas ou de época - que só eventualmente conseguiam números significativos de audiência e encontraram seus nichos nos últimos anos. Hoje, as duas alcançam dois dígitos com suas produções no horário nobre voltadas a uma fatia específica do público, roubando pontos significativos dos índices da Globo.

Leia mais:  Record improvisa demais e prejudica suas próprias novelas

Divulgação/Record
"Os Dez Mandamentos" foi o ápice das novelas religiosas da Record


Desde maio de 2012, o SBT decidiu dedicar o horário das 20h30 a novelas com temática infantil, e viu seus números dispararem com o remake de "Carrossel", cuja versão original, em  1991, já havia incomodado o "Jornal Nacional" e marcado uma geração. A novela deu certo, garantiu o segundo lugar para a emissora.

Leia mais: Cinco novelas da Record que fizeram sucesso e surpreenderam

Feliz com o resultado, Silvio Santos continuou apostando na produção de outras tramas que, nos anos 90 e 2000, já haviam feito sucesso no próprio SBT: vieram os remakes de "Chiquititas", "Cúmplices de um Resgate" e "Carinha de Anjo", desde novembro do ano passado no ar. A audiência delas oscila entre 10 e 16 pontos, enquanto o "Jornal Nacional" marca entre 22 e 30.

Remake de
Divulgação
Remake de "Carrossel" conquistou as novas gerações


Já a Record encontrou seu filão na temática religiosa. Depois de testar como o telespectador reagia às minisséries "A História de Ester" (2010), "Sansão e Dalila" (2011), "Rei Davi" (2012) e "José do Egito" (2013), decidiu produzir "Os Dez Mandamentos", exibida também às 20h30. O interesse pela saga de Moisés foi crescendo mês a mês e venceu a Globo em diversas ocasiões, principalmente no início de "A Regra do Jogo".

Leia mais:  Priscila Sol comemora volta à TV como Tia Perucas de "Carinha de Anjo"

Josué (Sidney Sampaio) em
Munir Chatack/TV Record
Josué (Sidney Sampaio) em "A Terra Prometida"

Empolgada com a repercussão, a emissora decidiu tornar o horário das 20h30 exclusivo para novelas bíblicas e teve de estrear "Escrava Mãe", produzida para ser sua substituta, em um novo horário, 19h30. As minisséries foram reprisadas enquanto se produzia "Os Dez Mandamentos - Nova Temporada", que manteve o canal na vice-liderança, mas não tinha repercussão - algo parecido com o que acontece com a atual, "A Terra Prometida".

Tanto Record quanto SBT não querem mexer em time que está ganhando e já anunciaram as novelas substitutas: Edir Macedo planeja as novelas "O Rico e Lázaro" e "Apocalipse", enquanto a autora Íris Abravanel, mulher de Silvio Santos, elabora uma adaptação do livro "Pollyana", clássico da literatura infanto-juvenil.