Tamanho do texto

Rayssa Garcia iniciou a carreira como atriz quando tinha 18 anos, mas por conta de exposição resolveu migrar para o cam girl, mesmo com lucro menor

Ser atriz pornô pode não ser uma das profissões mais tranquilas do mundo por conta de todo o preconceito que envolve esse mundo, mas ser cam girl também não parece muito fácil. Apesar disso, é muito comum vermos atrizes de filmes adultos migrarem para esse mundo de internet e um exemplo disso é Rayssa Garcia , que já esteve dos dois lados.

Atriz pornô, Fernandinha Fernandez fala sobre escolha: "sempre fui muito sexual"

Rayssa Garcia começou como atriz pornô e hoje é cam girl
Reprodução/Instagram
Rayssa Garcia começou como atriz pornô e hoje é cam girl


Rayssa tinha apenas 18 anos em 2006, quando começou a trabalhar como atriz pornô e em entrevista ao iG Gente fala de seus motivos. “Eu tinha uma filha e precisava de dinheiro, aí fui convidada por uma amiga do meio e aceitei”, conta ela, que ficou no mercado durante um ano e meio mais ou menos. 

Leia também:  Atriz pornô Jenna Jameson polemiza em foto amamentando a filha

A carreira não foi muito duradoura pelo fato de Rayssa ter se casado com um rapaz que, assim como ela, também era ator pornô, mas a vida seguiu. "Depois de sair do mercado pornô, eu fui trabalhar com eventos, onde fiquei uns cinco anos", revela ela. "Mesmo saindo do pornô, continuei tendo contato com as pessoas do meio, pois meu esposo também era ator e tínhamos montado uma produtora de filmes adultos", explica a cam girl.

Foi nessa fase da vida que Rayssa percebeu que as garotas que faziam cam girl eram interessantes e tinham um lucro tão bom quanto o de atriz sem se expor muito. "Sendo cam girl e fazendo dominação virtual, dá um bom lucro também, tão bom quanto o de pornô", comenta.

Vida de Cam Girl

Rayssa Garcia
Reprodução/Instagram
Rayssa Garcia


Se no pornô Rayssa sofria muito com preconceito de sua família e amigos, no cam girl as coisas deram uma boa amenizada. "Minha família e meus amigos aceitam com mais facilidade e eu acredito que isso aconteça porque me expõe bem menos", acredita ela, que não vê problemas nisso. "Nunca me importei para esse tipo de preconceito".

Apesar disso, ex-atriz conta que já ficou sem falar com a mãe há meses por ela não aceitar seu trabalho. "Isso faz parte e acontece, ainda mais quando escolhemos trabalhar nesse meio".

Questionada sobre o que seus clientes mais pedem, Rayssa é direta: "meus chats são diferenciados, rola mais uma humilhação verbal, dominação pscicológica, podolatria (desejo concentrado nos pés) e fetiches diversos", conta. Além disso, a cam girl explica que muitos clientes ainda confundem a sua profissão com uma garota de programa. "Não conseguem diferenciar isso".

Leia também: "A sexualidade não precisa ser degradante", reflete Bruna Fitness sobre o pornô

Cam Girl x Atriz Pornô

Mas e as diferenças entre uma profissão e a outra? A primeira que Rayssa cita é o cachê. "O valor de uma cena de pornô é referente a quase dois dias de cam", explica. Além disso, ela volta a falar da exposição, que como atriz você acaba aparecendo mais. "Como cam você pode usar máscara ou então nem precisa mostrar o rosto", continua.

"Também tem a diferença do sexo em si, porque como cam girl não faço sexo nas minhas transmissões, sem contar que estou na minha casa, trabalho o horário e o dia que eu quero, não preciso sair de casa e eu mesma imponho quanto quero ganhar todo mês", pontua a ex-atriz pornô .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.