Ex-BBB foi acusado por youtuber em 2019
Reprodução/Instagram
Ex-BBB foi acusado por youtuber em 2019

Antonio Rafaski, um dos gêmeos participantes do 'Big Brother Brasil' 17, foi inocentado da acusação de estupro durante um cruzeiro, em março de 2019. Para a coluna do Leo Dias no Metrópoles, a gestora de imagem do ex-BBB, Bia Carmagnani, a acusação foi uma forma de prejudicar Antonio. 

“Acusações sérias como essa que Rafaski, infelizmente, foi obrigado a passar, além de trazer traumas para ele e seus familiares, mancha a luta de muitas de nós, mulheres, por tratamento digno e mais igualitário entre nós e os homens. O estupro ou a tentativa dele precisam sempre ser denunciadas e apuradas, mas utilizar desse recurso de forma inverídica para prejudicar alguém, enfraquece nossa luta diária”, diz Bia. 

O advogado Slvyio Junior disse que a decisão de arquivamento do Inquérito Policial não poderia ser diferente, já que reuniram provas de que não houve cometimento de crime. 

“Por conta disso e agora diante da grande decisão a favor do meu cliente, todas as medidas judiciais cabíveis (cíveis e criminais) serão adotadas em face da autora das acusações, a fim de inibir que outras pessoas, de forma irresponsável, para se auto promoverem e sem medir consequências, estraguem a vida pessoal e profissional do próximo”, disse o advogado.

Antonio mora hoje nos Estados Unidos e hoje, é isolado da vida pública.  “A decisão foi fruto dos resultados negativos que a distorção dos fatos lhe trouxe na época, desde possíveis agressões até perda de todos os possíveis trabalhos”, diz Bia. 

Entenda o caso

Vitoria Castro, mais conhecida como Vee Castro, publicou um vídeo acusando Antonio de assédio e estupro. A youtuber contou que entrou no quarto do ex-BBB com um amigo, mas ficou sozinha com Antonio, que, segundo ela, cometeu o assédio. 

Leia Também

“O menino da cabine, sem ser o meu amigo, estava de bermuda e sem camisa. Ele abaixava a bermuda e estava provocando. Teve uma hora que ele tirou o short e ficou pelado na nossa frente… Por fim, ele pegou a toalha e enrolou no corpo e foi tomar banho (…) O menino que estava na cabine, eu não posso citar nomes então fica meio complicado, saiu e me deixou com o cara”, contou a moça.

E continuou: “Depois perguntei por que ele havia saído e disse que estava sentindo um clima entre a gente, só que foi um clima só da parte do cara. Ficou só eu e ele na cabine. Eu estava sentada mexendo no celular e ele me deitou e ficou chegando muito perto do meu rosto. E eu virava o rosto, ele perguntava o porquê, e eu dizia que não podia. Mas ele chegava cada vez mais perto do meu rosto e, por fim, ele me beijou. E depois só lembro da cena da gente em pé”.

Na época do ocorrido, o ex-BBB publicou uma nota de esclarecimento.  “Gostaria de esclarecer a todos quanto ao vídeo da youtuber Vee Castro (…) Fui surpreendido com as acusações e gostaria de salientar que embora eu, ex-BBB, estivesse no navio, em nenhum momento fiquei sozinho com ela. É importante que se descubra mesmo quem é o homem citado por Vee Castro, mas infelizmente ela não revelou o nome em seu vídeo e diversos haters têm vindo às minhas redes sociais me acusando de ser responsável pelo ato contra ela", disse. 

"Atacar sem provas concretas configura como crime, além de não ser justo com quem, assim como nós, outros ex-BBBs, estávamos lá como todos os demais prestigiando o evento”, dizia o comunicado. 

“(…) Desejo que a Vitoria Castro consiga em breve provar o que aconteceu, para que ela fique bem e tenho certeza que a justiça buscará a verdade, para que as pessoas não usem a internet para ataques gratuitos e sem fundamento”, concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários