Roger foi processado por uma postagem
Reprodução
Roger foi processado por uma postagem


Roger Moreira, vocalista da banda Ultraje a Rigor, foi condenado pela Justiça por R$ 100 mil, que deverá ser corrigido monetariamente, para a artista plástica Adriana Varejão. Segundo reportagem do UOL, a desembargadora Geórgia de Carvalho Lima impõe também a divulgação de um texto de retratação.


O texto, se não publicado, é sujeito a multa diária no valor de R$ 200. Roger publicou ofensas contra Adriana no Twitter em 2017, quando ela defendia a permanência da exposição 'Queermuseu', em Porto Alegre (RS). 

Na publicação, o músico alterou a foto da artista, que também estava exposta na ocasião. Ele desenhou cruzes nos olhos da artista e um pênis em direção à boca dela, além de escrever sobre os seios de Adriana a palavra "p*ta".

"Nesse contexto, restaram suficientemente demonstradas a conduta ilícita do réu, o dano e o nexo de causalidade, ressaindo, daí, evidente o dever de indenizar", diz a decisão. Nos stories do Instagram, Adriana Varejão comemorou a decisão da desembargadora, ela disse que o dinheiro recebido será doado a ONGs que atuam na defesa da mulher, arte e minorias. 

"Vitória a favor da liberdade, contra a misoginia e intolerância", escreveu a artista. Procurado pelo UOL, Roger Moreira ainda não se pronunciou sobre o caso. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários