Depois de ser chamado de “canalha” pela autora Glória Perez por fazer um comentário envolvendo Guilherme de Pádua, José de Abreu se envolveu em outra polêmica. Desta vez, o ator confrontou o presidente Jair Bolsonaro após ser condenado por danos morais e descobrir que terá que indenizar o Hospital Israelita Albert Einstein .

Leia também: José de Abreu ironiza ligação política entre Guilherme de Pádua e Gloria Perez

José de Abreu confronta Bolsonaro no Twitter
Reprodução/Twitter/Instagram
José de Abreu confronta Bolsonaro no Twitter


A indenização é porque, em janeiro deste ano, o ator acusou o renomado hospital de ter participado do atentado que Bolsonaro sofreu durante a campanha presidencial. Por conta do comentário feito, José de Abreu terá que pagar uma indenização de R$ 20 mil hospital.

Assim que a decisão saiu, o ator escreveu no Twitter : “Quero avisar aos advogados do hospital Albert Einstein (que ainda não sabem) que eles ganharam a causa. O processo mais rápido da história!”.

Você viu?

Leia também: Namorada posta foto com José de Abreu e rebate seguidor: "Sai Bolsominion" 

Em resposta, o presidente escreveu: “O hospital, que atende muitas pessoas, acionou a justiça após ser acusado irresponsavelmente pelo indivíduo de fazer parte de uma conspiração para forjar a facada que levei de um ex-membro do PSOL”.

O ator não deixou barato e retrucou: “O único elogio que o Capitão sabe fazer a um hospital que é referência internacional é ‘atende muitas pessoas’! Como o elogio a João Gilberto: ‘conhecido’. A ignorância presidencial é incomensurável!”.


Leia também: "Se sente bem comigo", diz José de Abreu sobre namorada 51 anos mais nova

Não contente, José de Abreu também postou: “A vida dá voltas, Capitão! Seu ministro bandido já caiu em desgraça, é a Lei do Retorno, que nunca falha: Moro prendeu Lula por medo, porque vocês jamais ganhariam uma eleição dele, e ganhou seu prêmio. É questão de tempo: ‘Deus escreve certo por linhas tortas’”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários