Tamanho do texto

Ator entrou com uma ação contra o jornalista e a editora por conta de matéria publicada pela revista Veja e deve receber indenização de R$ 80 mil

Wagner Moura ganhou na última quinta-feira (27) uma ação contra o jornalista Reinaldo Azevedo e a editora Abril, dona da revista Veja , depois do ator entrar com um processo por danos morais pela matéria “Wagner Moura, o ‘aclamado’ do nariz marrom, levou R$ 1,5 milhão do Ministério da Cultura”, assinada pelo repórter.

Leia também: Wagner Moura tem medo de retornar ao Brasil: "Sinto que estou correndo risco"

Wagner Moura
Reprodução/Instagram
Wagner Moura ganha ação contra Reinaldo Azevedo


Leia também: Wagner Moura participa de bate-papo com diretor de conteúdo da Netflix no Rio

Depois da juíza Juliana Leal de Melo julgar parcialmente o caso, a editora Abril e Reinaldo Azevedo terão que pagar R$ 80 mil para Wagner Moura , que havia pedido uma indenização ainda maior, de R$ 150 mil. Além do pagamento, a matéria precisará ser retirada do ar em até cinco dias, a partir de hoje, sob pena de R$ 10 mil.

Na defesa do ator, ele diz que nunca recebeu dinheiro da Lei Rouanet e que “caso fosse contemplado com tal verba, não estaria praticando qualquer ilicitude”.

Leia também: Em sua estreia como diretor, Wagner Moura é aplaudido em Berlim

A defesa de Wagner Moura ainda acrescentou: "Durante sua carreira, somente prestou serviços como empregado, para empresas que tiveram projetos contemplados elas à Lei Rouanet, jamais sendo o autor o proponente".